Debate

Ativista inglês ataca PETA no Twitter afirmando que a organização deseja a mídia e não a vida dos animais

por: Vitor Paiva

Por quase 40 anos a PETA se popularizou como uma das mais ativas, afirmativas e importantes organizações na luta pelo direito dos animais. Nome por trás de muitas ações e militâncias na luta contra o abuso dos animais por diversas industrias. Recentemente, porém, uma investigação ao redor da PETA levantou uma dura suspeita contra a organização – e um jovem militante e vlogger inglês foi ao Twitter a fim de revelar o que ele vê como a verdadeira face do grupo.

A investigação revelou que a PETA praticou eutanásia em mais de 1400 gatos e cachorros em um de seus abrigos, em 2016. A organização se defendeu, afirmando que a decisão seria ética e economicamente necessária, mas inevitavelmente pairou a forte impressão – para não dizer certeza – de que, por trás de sua luta, o interesse midiático passou a superar o cuidado com os bichos de fato.

Ações do grupo PETA em defesa dos animais (Acima: “Carne é assassinato”)

Os furiosos posts do jovem Calum McSwiggan foram curtidos e compartilhados já milhares de vezes, e neles ele afirma o motivo pelo qual crê que não se deve acreditar, muito menos doar dinheiro, para a PETA – como a história completa revela abaixo.

O youtuber Calum McSwiggan

Eis aqui a trama sobre porquê não se deve doar dinheiro para a PETA e porquê no lugar você deveria ajudar outros suportes aos animais que mereçam sua ajuda

 

Enquanto gasta milhares de dólares em absurdas campanhas de marketing, eles matam 97% dos animais que “resgatam” por “não conseguirem sustentar” os cuidados

 

Na última década somente a PETA matou mais de 30 mil gatos e cães saudáveis que foram levados aos seus abrigos por ser a “uma coisa boa” a se fazer

 

Algumas das maneiras absurdas que gastaram seu dinheiro incluem criar um vídeo game ridículo para criticar Pokémon por encorajar crueldade com animais

 

Eles até tentaram afirmar que o Super Mario apoiava a indústria de peles e depois o criticaram por supostamente ser cruel com tartarugas

 

E lembram-se do cara que foi celebrado na internet por salvar seu cachorro de um canguru? PETA tentou processa-lo por crueldade animal…

 

E atualmente eles estão destruindo financeiramente um fotógrafo afirmando que os direitos dessa famosa selfie pertencem na realidade ao macaco

 

Eles até atacaram o sorvete preferido de todo mundo Ben & Jerry sugerindo que eles fizessem seus produtos com leite humano

 

Eles advogam para que as pessoas alimentem seus gatos com uma dieta vegetariana apesar de saberem bem que é essencial para os gatos comerem carne para sobreviver

 

E ao invés de mirarem quem realmente é cruel com os animais, eles tentam acabar com fazendeiros independentes e pequenos negócios

 

Até mesmo seu trabalho em tentar converter as pessoas ao veganismo é diminuído pela insistência em tentar fazer as pessoas largarem a carne por culpa

 

Ao invés de gentilmente encorajar as pessoas a tentarem uma dieta vegana, eles entopem nossos feeds com vídeos de animais sendo torturados e mortos

 

Isso provoca muito estresse em muitas pessoas. Não é ético vender às pessoas desse jeito, e mais importante: não funciona

 

Não apoie uma organização que se importa mais com ela mesma do que com os animais que ela afirma proteger. Apoie uma instituição de caridade que mereça!

 

A internet obviamente ficou em polvorosa. E você? Conhece a PETA? Acredita no seu trabalho? Acreditava? Qual a sua opinião?

© fotos: Twitter/Divulgação

  

 

 

Publicidade


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Câmara cita religião para suspender arrastão de quarta-feira no carnaval de Salvador