Debate

Avós ‘banidas’ por Trump protestam da melhor maneira possível

por: Redação Hypeness

Às vezes, para se revelar o verdadeiro efeito de certas decisões desastradas tomadas por políticos na distância e na frieza de seus gabinetes, basta mostrar as consequências – literalmente. Foi assim que uma contundente e, ao mesmo tempo, doce campanha contra a política de proibição de entrada de imigrantes vindos de alguns países (todos muçulmanos) para os EUA, perpetuada pelo presidente Donald Trump, acabou nascendo: mostrando quem são algumas das mais queridas – e idosas – pessoas também proibidas de entrarem no país, e estarem com sua família.

@hdagres is the curator of @theiranist and her late mamani would be banned from the US today.

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

Parte da lei de imigração de Trump proibe que “avôs, netos, tias e primos” de moradores dos EUA, oriundos desses países, também estarão proibidos. Assim, a americana de origem iraniana Holly Dagres simplesmente postou uma foto sua com sua avó, revelando que ela estava banida do país. A hashtag dizia #GrandparentsNotTerrorists, ou Avós, não terroristas. A partir de sua singela hashtag e postagem, muitas outras pessoas seguiram seu gesto e também postaram fotos de suas avós.

She's banned for always having noon, paneer, gerdoo loghmehs in her purse for 24/7 snacks.

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

Check out the plate of shirini beside @shayanmodarres's grandma. The US will be less sweet by barring her entry.

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

Com isso, Holly e uma amiga começaram o perfil Banned Grandmas (Avós banidas, em tradução livre), reunindo tais postagens, e tais avós. Entre as legendas, algumas definem bem o absurdo da lei: “Os EUA estarão menos doce barrando sua entrada”, ou “Minha avó não estará aqui para graduação de sua neta”.

Yasmin's grandma is guilty of the wild belief that each meal must be accompanied by sherry and a cigarette

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

Look how Aziz this mamani is! #nobannowall #muslimban

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

Em entrevista, Dagres comentou o quão absurda é tal lei: “Nenhum dos terroristas do 11 de setembro vieram de alguns dos países banidos”, ela comentou. “Alguém nascido nesses países não comete um ato terrorista em solo americano desde 1980. É por isso que as avós são o rosto perfeito: todos amam suas avós e o que elas representam, tradição e história. Acho que ninguém jamais ouviu falar em alguém com 95 anos ou 82 anos cometendo um ato de terrorismo”.

Maman Saideh won't be in NYC for Asal's graduation from Columbia University – via @maya_1957

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

@sanamche is an Iranian architecture student in NY. This is her grandma. Clearly this is a ban on torshi, not terrorism.

A post shared by Banned Grandmas (@bannedgrandmas) on

© fotos: Instagram

 

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jogar drogas pela descarga está deixando os jacarés viciados nos EUA, afirma polícia