Debate

O mundo está tão torto que Lily Collins emagreceu para viver anoréxica e recebeu elogios

por: Redação Hypeness

Para viver uma jovem com anorexia no mais novo lançamento da Netflix, “O Mínimo Para Viver”, que estreia no próximo 14 de julho, Lily Collins precisou fazer uma dieta extremamente restrita, tendo perdido muitos quilos.

O filme narra a vida de Ellen, que luta para sobreviver ao transtorno alimentar, história parecida com a da atriz, que já sofreu do distúrbio quando era mais jovem. Mas o que mais chocou a jovem foi o fato de receber elogios pela sua magreza.

“Eu estava saindo de casa esses dias e uma mulher que conheço há muito tempo, da idade da minha mãe, olhou para mim e disse ‘Uau, olhe para você!’. Eu tentei explicar que estava emagrecendo para um papel e ela disse ‘Não! Eu quero saber o que você está fazendo, você está ótima!’. Depois disso, entrei no carro da minha mãe e disse ‘É por isso que esse problema existe”, contou Lily à The Edit.

Infelizmente, vivemos numa sociedade onde gordo e magro são usados como adjetivos, quando deveriam somente descrever um tipo de corpo. Isso, somado a alguns outros fatores, faz com que os padrões de beleza se desenrolem em volta da magreza, tornando quem é magro aceitável pela sociedade, e quem é gordo feio e, consequentemente, excluído.

É triste pensar que em pleno 2017 diversos jovens ainda tenham de lidar com este tipo de pressão, descontando muitas vezes a ansiedade e frustração na comida, desenvolvendo assim algum tipo de transtorno, seja anorexia, bulimia ou até mesmo compulsão alimentar.

Imagens © Divulgação

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jovem de 22 anos morre em SP após explosão de churrasqueira; saiba como evitar