Debate

Passageiros fazem motim em avião para impedir deportação de senegalês

por: Redação Hypeness

A situação dos imigrantes ilegais na Europa segue bastante complicada e as deportações têm acontecido com muita frequência. Mas isso não significa que todos as pessoas que vivem no continente legalmente não tenham compaixão por aqueles que querem tentar uma vida melhor.

Prova disso foi o que aconteceu no último sábado (15) em um voo que partiria do aeroporto El Prat de Llobregat, em Barcelona, com destino a cidade de Dakar, no Senegal. Um imigrante senegalês estava sendo extraditado do país e começou a gritar quando estava sendo escoltado por dois policiais até a aeronave, o que fez com que algumas pessoas se solidarizassem.


@stopdeportation

Um grupo de seis passageiros se levantou de seus assentos e se recusou a partir em apoio ao homem. O voo, que estava previsto para decolar às 16h30 (horário local), acabou sofrendo atraso. De acordo com informações do jornal espanhol La Vanguardia o homem foi impedido de entrar no país e estava sendo obrigado a voltar a Senegal depois de verificado, ainda no aeroporto, que ele não possuia visto de residência ou trabalho.

O grupo se negou a ocupar seus assentos até que a decisão fosse revogada e, somente após uma hora e meia de negociações a Guarda Civil foi chamada e fez com que todos os passageiros desembarcassem do avião. Posteriormente, os seis amotinados foram impedidos de voltar ao voo.

Apesar da tentativa, o homem acabou sendo deportado no voo que partiu com uma hora de atraso. Mesmo assim, a iniciativa do grupo em defender o homem parece ser uma luz no fim do túnel em um mundo repleto de tanta crueldade e egoísmo.

Imagens: Twitter: @Stop Deportation

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Suprema Corte do México ordena que ministério regulamente maconha medicinal