Diversidade

Aos 21 anos, ele criou um quadrinho sobre sair do armário que todos deveríamos ler

por: Redação Hypeness

Talvez você não saiba que, nos Estados Unidos, o dia 11 de outubro é considerado como o Dia Nacional de Sair do Armário. Em 2016, graças à grande movimentação nas redes sociais em torno da data, um jovem de 21 anos de Seattle se inspirou para criar algo novo em torno desta ideia.

Ryan Maniulit é um ilustrador freelancer queer que costuma trabalhar com quadrinhos e arte conceitual. Para inspirar pessoas que estão com dificuldades para sair do armário (e aquelas que nunca encontrarão um momento para fazer isso), ele decidiu criar uma história em quadrinhos. A história é resultado de sua própria experiência e também de conversas com outras pessoas que passaram pela mesma situação.

SAINDO DO ARMÁRIO

Cada pessoa experimenta o momento de sair do armário de maneira diferente. Algumas pessoas até escolhem não sair do armário e tá tudo bem. Ser aberto e visível é uma jornada constante. 

Você vai se encontrar saindo do armário para muitas pessoas ao longo do tempo. Seus amigos, sua família, seus colegas de trabalho, até mesmo completos estranhos.

Sair do armário é como o começo de uma aventura. Alguns começam a aventura em família. E outros começam sozinhos e encontram sua própria família ao longo do caminho. 

Você é parte de uma vibrante e amorosa comunidade. Então, se você está exposto ou no armário ou em algum lugar no meio… Há sempre um lugar para você aqui e você é amado. 

Acompanhe mais do trabalho de Ryan através de seu site ou siga o artista no Instagram.

Publicidade

Todas as imagens: Ryan Maniulit


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pela primeira vez, festa do peão de Barretos tem campanha para valorizar mulheres