Arte

Dupla explora de forma criativa a nossa relação com a inevitável vontade de comer

por: Redação Hypeness

A dupla de artistas britânicos Bompas & Parr gosta de criar experiências multissensoriais ligadas à comida, de esculturas de gelatina a pratos preparados no calor da lava. O último trabalho dos dois, chamado Man vs Gut (algo como “Humano x Estômago”), explora nossa relação animalesca com a comida.

Para captar em vídeo e fotos o prazer que sentimos ao dar a primeira mordida em um alimento delicioso quanto estamos com fome, a dupla juntou alguns voluntários que toparam passar dias em jejum até entrar no estúdio. Então, miraram as câmeras e registraram as sensações, gestos, expressões e até barulhos de cada um.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=igAQNLTgwKw” width=”900″]

Como humanos, todos podemos nos identificar com as sensações de fome da vergonha natural que nos toma quando barulhos altos e inesperados saem de nossas barrigas”, contam Bompas e Parr. “Documentamos o que nossos estômagos mais desejam quando os níveis de apetite chegam ao auge e nossas vísceras controlam o que escolhemos comer, nossas emoções e até reações físicas”, completam.

A ideia do projeto surgiu de conversas com um médico que costuma colaborar com a dupla. Eles estavam curiosos para conhecer as razões fisiológicas por trás dos roncos do estômago, cientificamente chamados de borborigmo. Acredita-se que os sons são causados por contrações do estômago ou do intestino, que fazem líquidos ou gases se movimentarem. O barulho pode indicar ansiedade, medo ou simplesmente fome, é claro.

Publicidade

Fotos: Bompas & Parr e Addie Chinn


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Agenda Hype em casa: Mostra Internacional de Cinema, Sampa Jazz Fest e Bom Dia, Verônica