Inspiração

George e Amal Clooney vão enviar cerca de 3 mil crianças refugiadas da Síria para a escola

Redação Hypeness - 02/08/2017

A guerra civil na Síria fez com que milhões de pessoas fugissem do país com diferentes destinos. Centenas de milhares foram para o vizinho Líbano em busca de uma vida melhor, mas, embora estejam longe da violência diária, enfrentam outras dificuldades. De acordo com a ONU, 200 mil crianças sírias estão no país, mas sem frequentas escolas.

É por isso que a Fundação Clooney para Justiça, o Google e a HP anunciaram uma parceria para abrir sete escolas no Líbano, com o objetivo de atender inicialmente cerca de 3 mil crianças. Para isso, eles vão investir 3,25 milhões de dólares para construir os colégios, pagar transportes, materiais escolares, computadores, conteúdos e treinamento de professores.

George e Amal Clooney divulgaram uma nota dizendo que “Não queremos perder uma geração inteira porque elas tiveram o azar de terem nascido no lugar errado na hora errada”. Amal nasceu em Beirute, capital do Líbano, mas se mudou ainda criança para a Inglaterra, onde viria a se formar advogada, e hoje trabalha na proteção dos direitos humanos.

O investimento será feito junto à educação pública libanesa. As escolas do governo vêm fazendo um “segundo turno” à tarde para atender à alta demanda de crianças sírias em busca de educação, mas não há escolas ou profissionais suficientes para garantir o acesso de tantos refugiados.

[via Global Citizen]

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Argentina eliminada na esgrima é pedida em casamento nas Olimpíadas