Sustentabilidade

Governo libera reserva de 47 mil Km² na Amazônia para exploração

por: Redação Hypeness

Nesta quarta-feira, 23, o governo federal publicou um decreto que extingue a Reserva Nacional de Cobre e Associados na Amazônia. O espaço foi criado em 1984, durante a ditadura, e esteve mais de 30 anos fechado para a mineração. Com a nova decisão, a área pode voltar a ser explorada comercialmente.

Fotos: WWF Brasil

Com cerca de 47 mil quilômetros quadrados, a reserva fica na divisa entre o Amapá e o Pará, e inclui nove áreas protegidas, entre elas terras indígenas. Em julho deste ano, a ONG WWF publicou um relatório que detalha a situação da reserva. No documento, a organização descreve que as zonas que são favoráveis à mineração estão inseridas justamente dentro destas áreas protegidas.

Foto © Juan Pratginestos/WWF

Para o governo, isso parece não ser significativo. A área pode atrair a iniciativa privada e inclusive empresas internacionais interessadas no potencial de extração de minerais como ouro, cobre, níquel, entre outros. O decreto informa que as normas de preservação ambiental serão seguidas, embora não descreva como isso irá ocorrer. De acordo com a Deutsche Welle, o próximo passo deverá ser a realização de leilões para as companhias que pretendem explorar a região, o que ainda não tem data para acontecer.

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Enterros verdes: Paris inova e inaugura seu primeiro cemitério sustentável