Roteiro Hypeness

Na Taverna Medieval em SP você se alimenta como um rei e se diverte como um viking

por: Brunella Nunes

Publicidade Anuncie

Voltar no tempo e viver um pouquinho da Idade Média é uma das experiências que a Taverna Medieval, em São Paulo, proporciona. Não seria justo dar apenas o título de “hamburgueria”, já que tem tantas na cidade, porque ali você realmente consegue comer como um rei e se divertir com um viking. Dá até pra se acomodar num barco enquanto faz brindes com um canecão de breja!

Tratados como milady e milord, os clientes são recebidos por funcionários com trajes de época e que entram na brincadeira. No andar de cima, o clima aumenta ainda mais às terças e quartas, quando acontecem jogos de RPG (Role-playing Game) em parceria com a Roleplayers, para a alegria dos nerds! Esse é o intuito da casa, dividir os ambientes entre fantasia e realidade.

Pelas paredes, na decoração temática mistura Game of Thrones, Senhor dos Anéis, Zelda e Warcraft, além de elementos medievais da cultura japonesa e europeia, com flâmulas dos impérios bizantino e romano, e espadas que podem ser não só apreciadas, como retiradas do lugar! Vários acessórios também estão disponíveis, como coroas e capacetes com chifres, para o público se sentir numa época muito distante.

Elmos, armaduras, escudos e uma cota de malha completam os elementos decorativos. Eis que, nos fundos do primeiro andar está uma das coisas mais legais: a réplica de um barco viking Dakkar, de Oslo. É uma mesa com reservas um tanto disputadas entre os cavaleiros templários que a desejam.

Tudo isso foi pensado pelo casal Ellen Lepiani e Nelson Ferreira quando fizeram um mochilão pela Escócia em 2009 e voltaram apaixonados. “Ele já era viciado em RPG, mas eu comecei a criar interesse pela Idade Média durante essa viagem e aí já começamos a pensar em ter um espaço para explorar esse tema”, nos contou durante o nosso banquete digno de realeza.

O estabelecimento tem sua credibilidade aumentada pelo fato de Nelson ser não só um nerd assumido, como alguém que estuda a cultura medieval em geral. Junto com o gerente e amigo de infância Douglas Carvalho Alves consegue dar identidade e autenticidade ao local, que não tem aquela cara de “lugar da moda”. Não é por acaso que os clientes simplesmente não querem ir embora e eu, basicamente, tive que me retirar para os funcionários irem pra casa. Sim…foi difícil (eu perdi a noção da hora completamente!).

Indo além do que se vê, o cardápio consegue ser original o suficiente por ter diversas adaptações da comida de época, sinalizadas com espadinhas que indicam a “medievalidade” do prato ou bebida. “Claro que tivemos que adaptar várias coisas em relação ao o que comiam nesse período, mas conseguimos criar opções diferentes e também inspiradas com o que vimos na Escócia”, explicou a taverneira Ellen.

As porções conseguem ser até mais atraentes do que os hambúrgueres. Bem servidas e bem preparadas, são ideais para dividir com seu clã. Começamos com as Azeitonas Empanadas de Sherwood (R$ 15), que são azeitonas verdes recheadas com patê de carnes e empanadas com farinha de rosca. Crocantes e sequinhas, são ideais para acompanhar os 700 ml de chope artesanal, servido na caneca de pedra, que o mantém geladão. Ah! Tudo é servido em pratos de pedra, feitos sob encomenda com artesãos de São Paulo.

Depois veio a porção Apple Bacon de Valhala (R$ 32), com bacon, maçã verde e cebola caramelizada, acompanhada de fatias de pães. Mistura gostosa, porém a fruta poderia vir em pedaços menores, para ser mais prático na hora de comer. Não contente, comemos ainda as Cebolas Recheadas de Tão Tão Distante (R$ 36), que são cebolas empanadas, recheadas com pernil desfiado e um bocado de queijo. Uma das melhores invenções da casa, com certeza.

Já quase abrindo as calças de tanto comer, a ogra que vos fala ainda fez o favor de devorar “O Bárbaro”, hambúrguer de javali, queijo caciocavallo, rúcula e relish de pimentão vermelho defumado no pão de brioche (R$ 37) – acompanha batatas e molho de mostarda com mel. Ao contrário do que pode parecer, a carne do porco selvagem é leve. Para os vegetarianos, o “Elfo da Floresta” (R$ 28) é feito com arroz vermelho e lentilha (160g), rúcula, tomate e tofu empanado no pão vegano (R$28). A nível de curiosidade: o lanche mais barato custa R$ 17. Para adoçar o paladar, pedimos o Dessie, chocolate empanado em massa de cerveja, sem sorvete. Também nunca tinha comido algo assim, achei gostoso! O doce mais medieval do menu são as pêras ao vinho.

Outro destaque do menu são os drinks, que saem do bar com cara de laboratório alquimista. Você pode avisar a equipe que quer jogar o dado de 20 faces. Basicamente, é pra tirar a sorte mesmo, porque se o número 20 aparecer, o cliente ganha double drink. Independente do número que cair, se paga o fixo de R$ 15 pela bebida. Entre elas está o docinho e leve Hidromel (R$ 16), tradicional bebida alcoólica derivada da fermentação de mel e água. Ela também serve como ingrediente da caipirinha, mistura que deu certo.

As poções, servidas em um balão químico, fazem sucesso. Uma das mais saborosas é a Poção da Vida, feita com vodka, maracujá, laranja e xarope preparado na casa com grenadine, gengibre e canela. A Poção de Mana é refrescante e a Poção do Amor, feita com espumante, é a mais pedida. No inverno, surgiu também uma opção secreta: o Vinho Quente Velho Urso, baseado no livro de receitas da série Game of Thrones. A mistura é composta de vinho, gengibre, erva doce, especiarias, mel e uva passa.

Dicas: se prepare para filas aos fins de semana e para gastar. Apesar dos preços estarem acima da média, o custo-benefício é bom, especialmente se vai dividir as porções com migos e migas. O gerente, Douglas, indica que os clientes reservem mesa e, se possível, cheguem ao local após às 21h nos sábados. A Taverna só fecha às 1h, então dá para comer e curtir com tranquilidade, evitando a muvuca toda. De 6ª a domingo tem arco e flecha (R$ 15); além de apresentações com bandas medievais, como a Olam Ein Sof.

Taverna Medieval

Rua Gandavo, 456 – Vila Mariana – São Paulo/SP.
Tel.: (11) 4114-2816.

Horário de funcionamento: de terça a quinta-feira das 18h às 23h.
Sextas e sábados das 18h às 1h.
Domingos das 18h às 23h.

Acesso a deficientes físicos.
Estacionamento: Valet Park no local – R$ 23,00

Todas as fotos © Brunella Nunes & Fábio Feltrin

Publicidade Anuncie


Brunella Nunes
Jornalista por completo e absoluto amor a causa, Brunella vive em São Paulo, essa cidade louca que é palco de boa parte de suas histórias. Tem paixão e formação em artes, além de se interessar por ciência, tecnologia, sustentabilidade e outras cositas más. Escreve sobre inovação, cultura, viagem, comportamento e o que mais der na telha.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Some Brownie To Love: Ben&Jerry’s cria sabores inspirados em músicas do Queen