Diversidade

Por que esse batizado de um filho crescido foi o mais emocionante de todos

por: Redação Hypeness

Dentre as diversas ameaças e violências que uma pessoa trans pode sofrer, em especial durante o processo de mudança de gênero, uma das mais devastadoras é a rejeição dentro da própria casa, pelas mãos do preconceito familiar. O jovem capixaba Miguel, porém, sentiu a força do amor no sentido oposto: quando revelou à família que ele, nascido mulher, era na verdade um homem transgênero, recebeu o surpreendente calor do apoio familiar.

 

A família não só abraçou sua nova identidade, como lhe deu uma festa, com direito ao novo nome social escrito no bolo: Miguel. A festa foi tratada pela família como um segundo batizado – era, afinal, como se uma nova pessoa estivesse nascendo, ou chegando à família, mas uma pessoa já tão amada e querida, que como não poderia ser apoiada em sua identidade real? Foi essa a conclusão que fez o pai de Miguel, Marco, oferecer todo suporte ao filho.

O próprio Marco admite que ainda se confunde eventualmente, na hora de chamar o filho pelo seu nome social – mas ambos esperam que tudo fique mais fácil quando Miguel adquirir características femininas. A terapia hormonal começará nos próximos meses, e enfim sua identidade ganhará forma – já que o amor, esse já está devidamente formado.

Publicidade

© fotos: acervo pessoal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como o mercado tecnológico tem trabalhado a fim de empoderar mulheres, negros, pessoas com deficiência e LGBT+