Diversidade

Publicitários negros discutem o racismo na propaganda da melhor maneira possível

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A série ‘Dear White People’ (Cara Gente Branca) da Netflix discute o racismo institucional ao acompanhar um grupo de estudantes negros em uma universidade americana elitista frequentada por uma maioria de alunos brancos. Inspirados pelo título e temática da série, os publicitários negros Vagner Soares e Letícia Guedes produziram uma apresentação para abordar o racismo que inevitavelmente atinge a todos, o racismo publicitário.

Com ‘Dear Publicidade People’, primeiro a dupla mostra diferenças de acesso à educação entre negros e brancos, relembra casos de ofensas raciais à famosos, esclarece dificuldade na busca por emprego devido a cor de pele e do cabelo crespo entre outros ítens muito relevantes.

Os publicitários também esclarecem uma série de expressões que foram sendo incorporadas ao longo dos anos e que hoje em dia são usadas sem que as pessoas se deem conta de que são extremamente racistas, tais como: ‘Uma negra de traços finos’, ‘mulata tipo exportação’, ‘da cor do pecado’, ‘ovelha negra’, ‘a coisa tá preta’, ‘denegrir’, etc.

Depois de todo contexto social sobre racismo – muito bem construído pelos publicitários – eles chamam atenção para o papel com que os negros são retratados na propaganda – isso quando retratados: distantes do protagonismo e estereotipados. A gostosa, a serviçal, o segurança, o ‘pauzudo’, o bandido e por aí vai

A questão levantada por Vagner e Letícia é de que a diversidade é imprescindível na propaganda, pois o mundo não é composto apenas de consumidores brancos.

Veja a apresentação aqui.

Publicidade Anuncie

Imagens: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Homofobia, ataques e ameaças estão fazendo LGBTs deixarem o Brasil às pressas