Debate

A maravilhosa reação de crianças ao ver uma animação em que dois garotos se apaixonam

por: Redação Hypeness

Os vídeos “Kids React” do canal ‘React’ tornam-se virais por mostrar crianças reagindo a eventos atuais, música pop que faziam sucesso antes de nascerem, alimentos de diferentes culturas, entre outras coisas.

Em um desses vídeos, as crianças entre 6 e 13 anos foram convidadas a assistir ao curta-metragem ‘Heartbeat’, sobre a paixão entre dois meninos. Lançado em julho de 2017, a delicada animação foi o trabalho de final de curso dos estudantes Beth David e Esteban Bravo na Ringling College of Art and Design e já foi assistido mais de 28 milhões de vezes em todo mundo.

Quando percebem se tratar de um filme de amor entre dois garotos, as crianças seguem assistindo com a mesma empolgação de um desenho qualquer e agem com naturalidade diante do sentimento compartilhado pelos personagens. Inclusive, na história, quando os meninos são intimidados pelos olhares na escola e se afastam, as crianças se irritam com as pessoas que os tratam como se fossem ‘anormais’.

Um detalhe interessante: por usarem muitas das mesmas crianças nesses vídeos, é possível acompanhar sua evolução em diferentes questões sociais – há quatro anos, uma das crianças, Lucas, dizia ser contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas mudou de ideia. Um internauta editou um vídeo em que junta três depoimentos de Lucas sobre o assunto: um de quando ele tinha cinco anos, um de quando ele tinha sete e um atual, com 9 anos de idade. Ele disse: ‘Naquela época eu tinha cinco anos, agora estou mais esclarecido, li mais livros, me informei mais a respeito e me sinto diferente sobre isso‘.

No vídeo abaixo todas as crianças comentam o curta-metragem:

Eis alguns dos comentários feitos pelas crianças:

Alguns garotos podem ficar com garotos, algumas garotas podem ficar com garotas’.

‘Pensar que alguém pode não gostar de você apenas porque você gosta de alguém do mesmo gênero que o seu, é triste’.

‘Seria muito legal ter mais desenhos como esse porque assim as pessoas saberiam que não é errado ser gay ou lésbica. É a mesma coisa com homens e mulheres, mas com duas pessoas do mesmo gênero que se gostam’.

‘Meninos podem gostar de meninos, meninas podem gostar de meninas, quem se importa com essa gente (que é contra casamento gay)? Todos nós queremos ser nós mesmos. Não importa o que as pessoas querem que você seja’.

‘Crianças devem sim ter acesso a esse conteúdo (personagens gays em desenhos e afins). É preciso conversar sobre isso na infância’.

‘É preciso deixar as crianças saberem sobre isso, pois se não, quando elas crescerem vão achar que relacionamentos gays não são normais. Então é preciso mostrar a eles agora e depois quando eles virem as pessoas dirão ‘oi’ e não ‘que nojo! O que elas estão fazendo?’”.

‘É preciso expor as crianças ao conteúdo naturalmente, sem forçar. Quando passar algo na TV, não mudar de canal, deixar rolar. É um grande passo adiante para a humanidade’.

Impressionante como crianças podem ser incrivelmente mais sensatas e inteligentes que os adultos em tantas questões, não é mesmo?

Publicidade

Imagens: Reprodução Youtube


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
iFood anuncia que terá seguro, cursos e desconto em plano de saúde para entregadores