Debate

Como saber se você bebe socialmente ou tem alguma tendência ao alcoolismo

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Quantas doses de bebidas alcoólicas você tomou na última semana? Para uma grande parcela da população, a resposta a essa pergunta é bastante complexa. A não ser que você seja um bebedor realmente comedido, será difícil contar exatamente quantos chopes você ingeriu no último happy hour, ou as taças de vinho tomadas na janta com os colegas. Mas talvez esteja na hora de prestar atenção nesses números.

De acordo com uma pesquisa recente realizada nos Estados Unidos, a população do país está bebendo em média 11% a mais do que há uma década. Esse número não foi o único que cresceu: pessoas diagnosticadas com alcoolismo também tiveram um aumento de 49% nos última dez anos.

De acordo com um artigo do Popular Science, indica-se que homens não consumam mais do que quatro doses por noite ou mais do que 14 por semana. Para as mulheres, esse número cai para três doses por noite e sete por semana.

Para a Organização Mundial de Saúde, a dose pode ser definida como 330 ml de cerveja, 100 ml de vinho ou 30 ml de destilado. A dependência não significa apenas ultrapassar esse limite uma vez (o que provavelmente todas as pessoas que bebem já fizeram algum dia), mas se encontrar bebendo mais do que essa quantidade com frequência.

Um questionário usado por médicos costuma servir como indicativo de abuso de álcool – o que é menos severo do que o diagnóstico de alcoolismo. De acordo com o National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism, dos Estados Unidos, se você responder afirmativamente a pelo menos duas destas questões, então seu comportamento pode estar associado ao abuso de álcool.

  1. Algumas vezes você bebeu mais ou mais tempo do que gostaria
  2. Já tentou parar de beber ou diminuir a ingestão de bebidas mais de uma vez e não conseguiu
  3. Perdeu muito tempo bebendo, ou passando mal ou superando outros efeitos indesejáveis do álcool
  4. Quis tanto uma bebida que não conseguia pensar em outra coisa
  5. Percebeu que a bebida interfere frequentemente nos cuidados com sua casa, família ou causa problemas no trabalho ou estudos
  6. Continuou bebendo mesmo que isso ocasionasse problemas com familiares e amigos
  7. Desistiu de atividades das quais gostava para beber
  8. Mais de uma vez se expôs a situações arriscadas enquanto bebia ou após beber (inclua aqui dirigir alcoolizado ou fazer sexo sem proteção)
  9. Continuou a beber mesmo que isso o causasse problemas de saúde ou depois de ter perdas de memória
  10. Passou a beber muito mais do que antes para conseguir o mesmo efeito ou percebeu que a mesma quantidade de bebida já faz menos efeito do que antes
  11. Teve sintomas de abstinência após o efeito do álcool passar (problemas para dormir, tremedeiras, cansaço, náusea, suor, tonturas, etc).

Responder afirmativamente a mais do que seis dessas perguntas pode indicar um abuso severo de álcool. De qualquer forma, o questionário acima não deve servir para o autodiagnóstico, mas sim para levantar um alerta sobre o consumo de álcool. Caso tenha se identificado com diversas situações da lista, é indicado procurar um médico para conversar sobre o assunto e entender se você realmente possui uma tendência à dependência.

Publicidade Anuncie


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Morte de assistente mirim de Raul Gil levanta debate sobre depressão e saúde mental