Inovação

Conheça o Forest Green Rovers, a primeira equipe vegana do futebol profissional

por: Joao Rabay

Fundado 128 anos atrás, o pequeno clube de futebol inglês Forest Green Rovers fez sua estreia numa liga profissional nesta temporada e foi premiado com uma participação inédita na próxima versão do Fifa, o game de futebol mais jogado do mundo.

E a história do FGR, como também é conhecido, tem um detalhe interessante: trata-se do primeiro clube vegano de futebol do mundo.

Tudo começou em 2010, quando o pequeno clube, sediado na pequena vila de Nailsworth, foi comprado por Dale Vince, empresário que atua no campo da energia limpa.

Além de ser dono de uma companhia que gera energia eólica e solar, ele é ativista do veganismo e implementou algumas mudanças no dia a dia do clube.

Em 2011, as carnes vermelhas foram cortadas do cardápio servido a jogadores e funcionários do clube, assim como da comida servida no estádio.

Quatro anos depois, foi a vez do peixe e dos produtos lácteos, fazendo do Forest Green Rovers o primeiro time vegano de futebol do planeta.

Os atletas possuem orientação nutricional para que consigam manter a dieta vegana fora das dependências do clube, ainda que sejam livres para comer o que bem entenderem. Mesmo assim, a maioria aderiu ao estilo de vida e não se arrepende, inclusive com declarações apontando que eles se sentem melhor fisicamente do que quando ingeriam carnes com frequência.

O estádio do FGR conta com placas de captação de energia solar, que garantem o fornecimento elétrico para que ele funcione. A grama é orgânica e adubada com algas marinhas em vez do esterco de animais, e um sistema de irrigação reaproveita a água da chuva para manter o campo em perfeito estado. O responsável pela manutenção tira as ervas daninhas com as mãos em vez de utilizar herbicidas químicos.

Foto: Andrew Vaughan

Além disso, o estacionamento do estádio conta com estações de fornecimento de energia, para que torcedores donos de carros elétricos possam carregar os veículos enquanto assistem aos jogos. O dono Dale Vince pretende inovar ainda mais e construir um novo estádio, todo de madeira, nos próximos anos.

Dale sonha em ver o time jogando a segunda divisão do futebol inglês em até cinco anos – hoje, está na quarta -, e afirma que seu projeto é usar o esporte para levar a mensagem do veganismo “a um público com o qual se fala pouco sobre os problemas ambientais: os fãs de futebol. Não damos sermão aos convencidos”. Coma presença no Fifa 18, o clube dá um passo a mais rumo à popularidade.

Publicidade

Fotos sem crédito: Divulgação/Forest Green Rovers


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Na hora do surfe, o que fazer com as chaves do carro? Empresa resolve esse problema universal