Arte

A artista iraniana que cria suas obras em peças de lingerie

por: Redação Hypeness

Ser mulher no Irã é enfrentar tabus e fardos pesados capazes de levar à clausura ou à morte em nome da manutenção de tradições religiosas e políticas obtusas, violentas e misóginas. Ser uma artista mulher, que trabalhar com o tema da sexualidade, é tarefa ainda mais árdua e perigosa. Para seguir seu talento e vocação, a artista iraniana Azita Moradkhani decidiu usar como “tela” uma peça discreta e quase secreta, porém plena em simbolismo: as roupas íntimas femininas.

 

Nascida em Teerã, para Azita mesclar a arte e a cultura persa com as questões políticas e a violência da realidade do país, em especial para as mulheres, era não só natural como quase que um compromisso. Assim, seu processo artístico trabalha o empoderamento feminino e a delicadeza como uma coisa só, feito fossem adornos e gritos a partir de calcinhas e sutiãs – que ela desenha em lápis à perfeição.

Pleno em imagens e detalhes, apesar do tamanho diminuto dos trabalhos, as obras de Azita reproduzem muitas vezes quadros de grandes artistas como Michelangelo e Monet sobre a superfície das roupas íntimas, tencionando o aspecto comercial, publicitários e público que a sexualidade pode possuir, com o sentido íntimo, privado e profundo que o tema necessariamente também oferece. Em um oportuno trocadilho, a coleção foi batizada de Victorious Secrets, ou segredos vitoriosos. Suas obras estão expostas em uma galeria em Boston, nos EUA.

Publicidade

© arte: Azita Moradkhani 


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
YouTube exibe mais de 100 filmes de ‘Cannes’ e outros festivais de cinema durante quarentena