Debate

Autora de best seller ensina a identificar um relacionamento abusivo e como escapar dele

por: Redação Hypeness

Um dos primeiros passos para deixar um relacionamento abusivo é perceber que você está em um. Nem sempre o abuso dá sinais claros, como violência física, para que os envolvidos consigam identificar que a relação está tomando um rumo perigoso.

De acordo com o Distractify, a autora Shannon Thomas indica cinco passos que podem auxiliar a identificar um relacionamento abusivo. Shannon lançou recentemente o livro Healing from Hidden Abuse (A cura do abuso invisível“, em tradução livre).

Montanha-russa: segundo a autora, os abusadores costumam mudar de humor e atitude com frequência, apresentando muitos altos e baixos.

Boa imagem pública: Shannon comenta que muitos abusadores são considerados pessoas interessantes em público. Para não se deixar ludibriar por essa imagem pública, ela recomenda anotar momentos de abuso de forma que possa sempre lembrar-se deles.

Uma coisa de cada vez: de acordo com a autora, os abusadores focariam em um problema de cada vez, dificultando que as vítimas tenham uma visão geral sobre o abuso sofrido.

Nem sempre: o abuso não acontece todos os dias e, portanto, é importante lembrar destes momentos mesmo quando o casal está passando por situações de respeito mútuo.

Pena: a autora indica que as vítimas não devem sentir pena dos abusadores acreditando que “eles sempre foram assim”. Isso não é verdade e serve apenas para adiar a separação.

Shannon indica que, uma vez identificado o abuso, as vítimas encontrem uma maneira de se separar do abusador e afastar-se também de pessoas que o apoiavam durante o relacionamento.

Publicidade

Todas as fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Morte de Miguel, de 5 anos, expõe feridas da escravidão e corrente pede Justiça