Inovação

Conheça a universidade que não tem vestibular nem matérias obrigatórias

por: Redação Hypeness

Para quem já cansou de aulas engessadas, modelos de avaliação baseados em provas e do temido vestibular antes de entrar na faculdade, um novo modelo de universidade pode ser a melhor aposta. A Universidade Shure, localizada em Tóquio, é exemplo de inovação no ensino.

Fundada em 1999 como uma organização sem fins lucrativos, a universidade não exige nenhum exame para seu ingresso. Qualquer pessoa acima de 18 anos pode se matricular na instituição. O currículo também não é definido de antemão: todos os anos, os próprios estudantes votam nas matérias que gostariam de estudar.

Não há um tempo mínimo ou máximo para frequentar a universidade, muito menos uma quantidade de disciplinas a ser feita. Cada aluno estuda a quantidade de matérias que desejar, pelo tempo que quiser. Além disso, nem todos precisam frequentar o campus e os estudantes podem assistir às aulas por e-mail, Skype ou telefone.

Atualmente, cerca de 40 pessoas estudam na Universidade Shure. Eles podem escolher entre aulas sobre História Mundial ou Música Pop; Ciência da Computação ou Criação de um Estilo de Vida Próprio; Política e Economia ou Projeto de Carro Movido a Energia Solar. Com opções tão diversas, o espaço universitário passa a ser um ambiente acolhedor das diferenças e permite que os alunos construam a trajetória de seu próprio saber.

Todos os anos, são eleitas de 20 a 30 disciplinas de acordo com as solicitações dos alunos, que realizam duas reuniões anuais com os mentores da universidade para definir seus planos de estudo. Embora tenha um modelo de aprendizagem diferenciado, os estudantes também passam por avaliações ao final de cada período letivo, mas a maneira que serão avaliados depende apenas deles. Cada aluno escolhe se prefere fazer uma apresentação oral convencional, tocar uma música, ler um artigo ou apresentar um projeto desenvolvido durante a disciplina.

O único ponto negativo para quem estuda na Shure é mesmo a ausência de um diploma formal – a Universidade não é reconhecida pelo Ministério da Educação do Japão. Por esse motivo, a maior parte dos estudantes que frequenta o campus busca desenvolver-se profissionalmente em áreas não burocráticas, se tornando empreendedores ou trabalhando em áreas relacionadas à criatividade.

Publicidade

Todas as fotos: Reprodução Facebook/Shure University


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Confira os melhores momentos da 5ª edição do Wired Festival Brasil