Inspiração

Ele relatou no Facebook como “traiu” a esposa e emocionou a internet

por: Redação Hypeness

O comediante americano Jason Hewitt ainda não é uma super estrela do humor, mas já possui uma boa quantidade de seguidores e uma porção de comentários elogiosos a respeito de seu trabalho na internet. Foi uma postagem confessional, porém, que alçou recentemente seu nome à viralização na rede – no post, ele confessava uma “traição” que cometeu contra sua mulher, Tami Spenst Hewlett.

No relato, Jason explica que estava em uma fila de uma loja esperando por sua vez de pagar, quando viu uma mulher que lhe chamou a atenção pela beleza que considerou estonteante. “Quem será o sortudo que está com ela?”, ele pensou. O que se sucedeu, porém, surpreendeu a todos – na mesma medida que comoveu as mais de 300 mil pessoas que já compartilharam o post original.

Kind of embarrassed to admit this, but I think I sort of cheated on my wife today. To explain what I mean, I was at…

Posted by Jason Hewlett on Tuesday, December 1, 2015

Sem perder o olhar e o tom peculiar do comediante, Jason revelou sua sensibilidade e principalmente o amor que sente por sua mulher – quem diria, em um texto em que revela sua tal “traição”, conforme o texto abaixo, traduzido, revela.

 

Jason, Temi e sua família

“Confesso que estou um pouco envergonhado em admitir isso, mas de certa forma eu traí minha mulher hoje. Eu vou explicar. Estava no supermercado pegando alguns itens – pinça de sobrancelha, cortador de unha, aparelho de barbear, cera de depilação para o bigode, alguns petiscos e uma bucha – e quando estava na fila do caixa vi uma mulher que me chamou a atenção. Pensei comigo “Uau, quem será o sortudo que está com ela?”, e em questão de segundos me dei conta de que era a minha esposa!

Sabe, foi algo fora do normal ver minha mulher na mesma loja, mesma fila do caixa, vivendo sua vida sem saber que era possível eu e ela estarmos no mesmo lugar, na mesma hora, mas em diferentes carros. Tinha uma pessoa entre nós na fila, então só fiquei observando meu amorzinho, até mandei duas mensagens de texto do tipo “E aí gatinha?!” e “O que está comprando minha linda?”, mas não consegui a atenção dela enquanto procurava na bolsa um cupom de desconto que deve ter guardado especialmente para aquela compra. Eu acabei desistindo de chamar sua atenção, e como podem imaginar, eu poderia ter pulado do lado dela deixando-a ao mesmo tempo envergonhada e feliz em me ver, mas ao invés disso eu fiquei na minha, apenas observando e pensando sobre o que eu sentia por essa mulher.

Em primeiro lugar, fiquei mais uma vez surpreso com a beleza dela. Eu acredito que reparo nisso sempre, mas hoje, sem saber que ela estaria na mesma loja, eu a vi com outros olhos e não pude acreditar que era eu o marido dela. E isso me fez ficar vermelho – mas não dava pra ninguém ver por causa da barba enorme. Em segundo lugar, fiquei espantado pelo fato de que ela não reparou nem um pouco que eu estava ali – e isso tem um lado bom e um ruim. É bom porque mostra que ela não tem aquele olhar curioso e porque ela não viu o maluco de barba grande espiando ela por cima do ombro. Mas ruim porque poderia não ser eu ali. Preciso comprar um spray de pimenta para ela…

Além disso, também foi ruim porque eu percebi o quanto eu estive perto de nunca ter tido o amor dela e todo o esforço que tive que fazer há anos atrás apenas para ganhar a atenção dela e ter uma chance de chama-la para sair. Por um minuto eu senti aquela dor familiar da desgraça quando eu vi ela pela primeira vez e disse pra mim mesmo que era impossível. Mas de alguma maneira eu a conquistei apesar das minhas inseguranças, imperfeições e incapacidades.

Por fim, eu estava tão feliz em ver a totalmente confidente, independente, capaz, humilde, graciosa, doce e maravilhosa pessoa que ela é. E aí ela pegou as compras e saiu pela porta. Eu nunca disse nada, não a chamei pra perto de mim, apenas fiquei olhando enquanto ela se afastava, admirando, sabendo que ela era minha esposa e que eu amo tudo a seu respeito. Ela raramente acessa o Facebook então não verá esse post, e não vai perceber que de certa maneira ela foi traída hoje, mas eu pensei em compartilhar com todos vocês uma vez que sou apenas um cara estranho a passeio nesta vida, e, ao mesmo tempo com a certeza de que outras pessoas já tiveram experiências parecidas com as pessoas que amam, de um jeito ou de outro, e que sabem que esse são momentos perfeitos.

Moral da história: é bom olhar aqueles que amamos como se fosse a primeira vez sempre que possível, para nos lembrarmos como somos sortudos em ter essas pessoas em nossas vidas.”

Publicidade

© fotos: Facebook


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Menina de 5 anos pede para doar cabelo como presente de Natal