Debate

‘Entregue Seu Porco’: Francesas criam campanha no Twitter contra abusos sexuais

por: Tuka Pereira

O poderoso produtor de cinema, Harvey Weinstein, virou o protagonista de um grande escândalo quando uma série de atrizes passaram a denunciá-lo o revelando como um verdadeiro predador sexual.

A atitude corajosa encabeçada por nomes como Angelina Jolie, Asia Argento e Gwyneth Paltrow, incentivou novas iniciativas e denúncias mundo afora que soam como um grito de alerta aos homens: Mulheres não mais tolerarão abusadores! Abusadores serão expostos!

Um outro ótimo exemplo vem da França. Por lá, uma campanha no Twitter foi lançada para denunciar situações de assédio, a #balancetonporc – “Entregue Seu Porco”.

A ideia partiu da jornalista Sandra Muller e, obviamente, foi inspirada pela onda de denúncias dos casos de assédio contra Weinstein.

No dia 13 de outubro ela tuitou: “E se nós também revelássemos os nomes dos predadores sexuais que 1) nos faltaram com o respeito verbalmente e 2) tentaram nos tocar?”.

A primeira denúncia foi feita pela própria jornalista: “Você tem peitos grandes. Faz o meu tipo. Vou te fazer gozar a noite toda”, foi o que ouviu de Eric Brion, ex-diretor do canal de televisão especializado em corridas hípicas Equidia.

Depois dela, milhares de mulheres aderiram à campanha encabeçada por ela e a hashtag #balancetonporc se tornou um trending topic.

Outra iniciativa veio através da atriz Alyssa Milano que também iniciou uma campanha através do Twitter, convocando mulheres a responderem “me too” (eu também), caso já tenham sido vítimas de abuso sexual.

Ela escreveu: “Sugerido por uma amiga: se todas as mulheres que já foram assediadas ou abusadas sexualmente escreverem ‘Eu também.’ como status [da rede social], talvez a gente possa dar às pessoas uma noção da magnitude do problema. Se você já foi assediada ou abusada sexualmente escreva ‘eu também’ como resposta a esse tuíte”.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Desabafo de Diego Hypólito sobre tortura diz muito sobre profissionalização infantil