Debate

Escola é processada por racismo após raspar cabeça de criança sem permissão dos pais

por: Redação Hypeness

Denise Robinson, uma mãe de Massachusetts, Estados Unidos, está processando uma instituição pública de ensino, a Little Heroes Group, por raspar os cabelos de sua filha, Tru Robinson, sem sua permissão. Ela afirma que a escola levou a criança de 7 anos a um cabeleireiro sem entrar em contato com ela ou nenhum dos responsáveis.

“Estou muito chateada e continuarei me sentindo desta forma porque sinto que minha filha foi violentada“, disse em entrevista à NBC Boston.

A escola atribuiu o corte de cabelo a um problema de higiene, mas a mãe afirma não haver nenhum problema desse tipo.

“Ela não tinha piolhos! Seu cabelo vivia preso com dois rabos de cavalo e estava assim no dia em que foi raspado. Não havia nada de errado”.

Richard Kendell, o advogado da família, afirma que o voluntário do salão que fez o corte de cabelo também disse algo preocupante para Tru.

“O voluntário informou a esta criança birracial de 7 anos, que raspando sua cabeça, seus cabelos cresceriam lisos”, disse à CBS. “Eu acho isso terrível”. “Com certeza é uma questão racial e, com a cabeça raspada, eles estavam de alguma forma dizendo que o cabelo liso é melhor do que o cabelo pavoroso crespo”.

A Little Heroes respondeu as acusações em uma declaração dizendo que não podem divulgar informações sobre crianças no programa, mas que uma investigação está atualmente em andamento para “determinar o que ocorreu e, se necessário, tomar medidas apropriadas a respeito”.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Vídeo reúne 10 piadas de ‘Friends’ que seriam um fiasco na TV hoje em dia