Fotografia

Fotógrafo retrata as mesmas pessoas na mesma esquina de NY por 9 anos

por: Joao Rabay

A intervalos regulares, pequenas multidões saem da estação de trem/metrô para se juntar às massas a caminho do trabalho.

A cena é comum em grandes cidades ao redor do mundo, e foi presenciada centenas de vezes em Nova York pelo fotógrafo dinamarquês Peter Funch entre 2007 e 2016. Depois de nove anos, ele compilou várias das imagens em um livro.

42nd and Vanderbilt é o nome do projeto, inspirado na esquina da 42nd Street com a Vanderbilt Avenue, o local onde Peter se instalou por tantas vezes entre as 8h30 e as 9h30 da manhã para fazer seus registros, procurando encontrar regularidade em meio ao movimento caótico da metrópole.

Nas imagens, Peter busca ressaltar os rituais diários que os fotografados costumam seguir, como vestir roupas parecidas ou fumar ou tomar café enquanto andam até seu destino. “A ideia é que é mais fácil comparar duas imagens em vez de dez, ao mesmo tempo em que podemos ler mais em duas imagens em vez de uma só. Tempo e repetição se tornam óbvios”, comenta.

Para fazer os registros, Peter usou um tipo de lente que lhe permitisse manter certa distância dos transeuntes, mas considera que “as pessoas em Nova York costumam não se importar muito com serem fotografadas, desde que você não peça nada a elas”.

Mais fotos no site do artista.

Publicidade


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Astronauta e fotógrafo documentam a vida na estação espacial em novo livro