Debate

Japonesa de 31 anos morre após fazer 160 horas extras em um mês

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

O Japão tem tradicionalmente uma das jornadas de trabalho mais longas do mundo, e, infelizmente, desde os anos, 60, o termo ‘karoshi’ passou a ser usado para mortes por excesso de trabalho, incluindo infartos, derrames e suicídios. No entanto, casos recentes têm colocado o tema em debate no país.

Em julho de 2013, Miwa Sado, 31, morreu quando trabalhava como repórter de política na maior emissora pública do Japão, a NHK. Ela teve insuficiência cardíaca após trabalhar 159 horas extras em um mês. No período ela tirou apenas dois dias de folga.

Somente agora, quatro anos depois, a empresa reconheceu que a causa da morte foi excesso de trabalho. Masahiko Yamauchi, um alto funcionário do departamento de notícias da NHK, afirmou que a demora em revelar o motivo da morte da jornalista teria sido em respeito à sua família e que (a morte) também teria sido um “problema para a organização como um todo, incluindo o sistema trabalhista e como as eleições são cobertas”.

A família de Miwa publicou uma mensagem sobre a morte dela: “Ainda hoje, quatro anos depois, não podemos aceitar a morte de nossa filha como uma realidade. Esperamos que a tristeza de uma família enlutada não seja desperdiçada”.

A notícia aumenta a pressão sobre as autoridades japonesas que, entre março de 2015 e março de 2016, registraram 2 mil suicídios no país devido ao excesso de trabalho, além de dezenas de outras vítimas que morreram de ataques cardíacos e outras condições causadas pela permanência excessiva no ambiente de trabalho.

Mesmo com a crescente pressão para conter o problema, o governo japonês se vê diante de uma tradição corporativa difícil de ser modificada – quem vai embora do escritório antes de seus colegas ou de seu chefe, passa a ser mal visto. Além disso, mesmo as férias a que os japoneses têm direito a 20 dias por ano, cerca de 35% deles não usam nem um único dia.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jay-Z oferece apoio e o próprio advogado para casal que sofreu abuso policial