Sustentabilidade

Chile é primeiro país latino-americano a banir sacolas plásticas em cidades costeiras

por: Joao Rabay

A presidenta do Chile Michelle Bachelet assinou um projeto de lei para banir totalmente o uso de sacolas plásticas nas 102 comunas costeiras do país. Trata-se do primeiro país da América Latina a tomar uma atitude assim para combater a poluição dos oceanos por resíduos plásticos.

Michelle Bachelet. (Foto: Duna/Reprodução)

O prazo para as cidades costeiras se adaptarem é de 12 meses, e o projeto de lei permite que comunas distantes da costa também proíbam o uso desse tipo de sacola. Marcelo Mena, Ministro de Meio Ambiente do país, declarou que 60 comunas já adotaram a medida antes mesmo da lei ser promulgada pela presidenta.

De acordo com o governo chileno, os habitantes do país usam mais de 3 bilhões de sacolinhas plásticas por ano, e cerca de 80% das aves marinhas que vivem por lá têm algum tipo de resíduo plástico no estômago.

Nova lei restringe sacolas plásticas no Chile. (Foto: Pixabay)

“Nossos peixes e outras espécies estão morrendo pela ingestão de plástico ou estrangulados com estes resíduos. Esta é uma luta que todos temos que abraçar: comércio, consumidores e governos”, disse a presidenta Bachelet.

De acordo com ela, a necessidade de criar uma lei do tipo ficou clara durante uma viagem ao Caribe, pois a região está sofrendo com o problema. “afeta o turismo, porque as praias cheias de plástico não são atrativas, e, sobretudo, está matando peixes, tartarugas e contaminando o oceano”, relatou.

Publicidade

Fotos: Greenpeace


Joao Rabay
Gosta de ler boas histórias para aliviar a mente no meio de tantas notícias ruins. Ainda acredita que elas podem inspirar boas mudanças e fica feliz quando pode contá-las.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pegada de carbono do mundo dos esportes pode ser comparada a de um país inteiro