Fotografia

Ele se embrenhou na selva para fotografar um leopardo como você nunca viu

Vitor Paiva - 28/11/2017 | Atualizada em - 16/03/2018

Enquanto a fofura é a palavra de ordem quando fotografamos gatinhos, quando se trata de registrar alguns de seus parentes “maiores”, como os leopardos, o que se procura costuma ser a elegância, a beleza, a velocidade, tudo isso devidamente temperado por uma forte dose, subentendida ou expressa, de agressividade, força, temor e medo. O que o fotógrafo inglês George Turner procurou quando se embrenhou pelas florestas da Tanzânia atrás de um leopardo foi justamente registrar um outro lado do animal.

George procurou o leopardo Ghost por meses pelas matas do Parque Nacional Ruaha, na Tanzânia. No fim, ele teria somente uma semana para conseguir registrar a foto específica com que sonhava – que justamente mostrasse um lado mais doce e tranquilo do animal. Desde sempre, os guias lhe avisaram que Ghost era um leopardo especialmente ágil, perigoso e grande, mas nada disso intimidou George, que é um fotógrafo especializado em vida selvagem.

Depois de muito tempo, subitamente George avistou a imagem exata que sonhara: Ghost, ao fim de uma tarde, dormindo candidamente em cima de sua árvore preferida, em uma doçura proporcional ao seu tamanho. “Ghost parece tão calmo e sereno na imagem, e isso é exatamente como deveria ser e, na verdade, continua a ser”, disse o fotógrafo, que ainda pode observar o animal deitado por mais meia hora, como um privilegiado observador de uma das mais belas e poderosas forças da vida selvagem.

Basta ver algumas outras imagens do trabalho de George para saber que seu olhar é especial – e para reconhecer a beleza, a intensidade e a força da vida selvagem como um todo.

Publicidade

© fotos: George Turner


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutor em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Campanha alerta para filtro que dá ‘retoque’ em aparência de crianças