Debate

Eles ‘vazaram’ ofensas de William Waack para expor o racismo na TV e no jornalismo

por: João Vieira

O operador de VT Diego Rocha Pereira, 28, e o designer gráfico Robson Cordeiro Ramos, 29, assumiram serem os responsáveis pelo vazamento do vídeo racista que motivou o afastamento de William Waack das suas funções na Globo.

Diego e Robson vazaram vídeo na web. (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao site da Jovem Pan, os dois contaram que a imagem original foi obtida por Diego quando ele trabalhava na emissora. “Tudo aconteceu enquanto a produção estava colocando o microfone nele. Eu ainda voltei as imagens para ter certeza, não estava acreditando que ele teria falado aquilo. Fiquei tão revoltado que filmei com meu celular“, lembrou ele.

O responsável pela divulgação foi Robson. “Soltei o vídeo em um grupo de líderes do movimento negro. Mas não foi premeditado essa repercussão, a ideia era mostrar para os amigos que um jornalista influente como ele também poderia ser racista”, garantiu.

Os rapazes, que produzem uma festa de música na cidade de São Paulo, garantiram que já tinham tentado divulgar esse vídeo para a imprensa, mas ele foi recusado.”Chegamos a ouvir, ‘se não é do William Bonner’, não interessa“, contou Robson.

Paulo Sotero e William Waack cobriam eleição de Trump nos EUA. (Foto: TV Globo/Reprodução)

A dupla explicou que a indignação que os tomou ao ouvir o comentário foi o principal combustível para divulgá-lo. “Ele faz o comentário de graça, tá tudo normal no estúdio, e ele fala de graça”, dizem eles. “Eu me revolto porque ele [Waack] trabalha com milhões de negros dentro da Globo. Ele é o âncora, ele traz a informação, mas em volta dele tem um monte de negros trabalhando. Fico imaginando como ele é fora da câmera”, reclamou Robson.

William Waack foi afastado das suas funções como âncora do Jornal da Globo e teve seu programa Painel, na Globo News, cancelado.

Publicidade


João Vieira
Com seis anos de jornalismo, João Vieira acredita na profissão como uma ótima oportunidade de contar histórias. Entrou nessa brincadeira para dar visibilidade ao povo negro e qualquer outro que represente a democracia nos espaços de poder. Mas é importante ressaltar que tem paixão semelhante pela fofoca e entretenimento do mais baixo clero popular.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O que aconteceria se todos acreditassem que somos uma coisa só