Debate

Gal Gadot ameaça deixar ‘Mulher-Maravilha’ se produtor acusado de assédio não for demitido

João Vieira - 13/11/2017

Gal Gadot deu um ultimato para a Warner Bros. e ameaçou deixar de atuar como Mulher-Maravilha caso Brett Ratner, diretor e produtor acusado de assédio sexual por várias mulheres na última semana, não seja demitido. As informações são da Page Six.

Ratner é produtor do Universo Estendido DC e tem relação próxima com a Warner. Gadot se recusou a assinar contrato para seguir como Diana Prince nas próximas produções envolvendo a personagem caso um rompimento definitivo não seja acordado.

Brett Ratner foi acusado por ao menos seis mulheres de abuso ou má conduta em local de trabalho. Tentando amenizar a situação, ele chegou a se afastar das produções envolvendo a Warner.

A atriz se recusa a assinar contrato caso Ratner não seja demitido. (Foto: Divulgação)

Brett Ratner. (Foto: Divulgação)Neste tempo, a Playboy cancelou uma biografia de Hugh Hefner que seria dirigida por ele. Além disso, a atriz Ellen Page, que é homossexual, denunciou um comportamento homofóbico do diretor durante as gravações de X-Men – O Confronto Final.

A revista Vulture foi atrás de Gadot e Ratner, nenhum deles quis comentar a notícia. Já a Warner negou a existência de qualquer atrito.

Publicidade


João Vieira
Com seis anos de jornalismo, João Vieira acredita na profissão como uma ótima oportunidade de contar histórias. Entrou nessa brincadeira para dar visibilidade ao povo negro e qualquer outro que represente a democracia nos espaços de poder. Mas é importante ressaltar que tem paixão semelhante pela fofoca e entretenimento do mais baixo clero popular.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.