Debate

A cinematográfica história do criminoso de guerra que se matou com veneno em pleno julgamento

por: Redação Hypeness

Condenado a 20 anos de prisão por crimes de guerra, o general e político bósnio-croata Slobodan Praljak suicidou-se em pleno tribunal de Haia, na Holanda, ingerindo veneno após ouvir sua sentença. A impactante cena foi filmada e transmitida, ganhando a internet, com Praljak anunciando seu gesto para em seguida tombar em sua cadeira.

Condenado em 2013 por crimes cometidos durante a guerra croata-bosníaca (de 1992 a 1994), Praljak foi acusado criar grupos de limpeza étnica contra a população islâmica da Bósnia. Depois de ouvir o veredito e a sentença do juiz, Praljak declarou, antes de tomar o conteúdo de um vidro que trouxe em seu bolso: “Juizes, Slobodan Praljak não é um criminoso de guerra. Com desdém eu rejeito seu veredito. Isso que estou tomando é veneno”. Em seguida, a sessão foi suspensa pelo juiz.

Praljak foi levado às pressas para um hospital, mas não resistiu à ingestão do veneno, vindo a falecer horas depois. A guerra croata-bosníaca foi um conflito entre a República da Bósnia e Herzegovina e a Croácia, como uma guerra dentro da guerra da Bósnia. O tribunal de Haia funciona como o braço jurídico da ONU. A polícia holandesa abriu inquérito para averiguar o suicídio.

Publicidade

© fotos: reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Médica disse que meu filho estava morto, mas ele nasceu vivo’, casal denuncia negligência de hospital