Debate

Criança que recebeu doação de sangue de transgênero é abandonada pelos pais na Índia

por: Vitor Paiva

O preconceito e a transfobia ameaçam, de fato, a vida de pessoas inocentes – inclusive crianças, que sequer possuem algo a ver com a questão.

A prova da gravidade de tal deformidade social e humana é o caso ocorrido na Índia, em que um bebê foi abandonado por seus pais após eles descobrirem que seu filho havia recebido, em uma transfusão de sangue, a doação de uma trans.

O sangue da trans salvou o pequeno bebê de um caso agudo de anemia e, segundo relatos, depois de descobrir a procedência do sangue recebido o casal justificou a entrega do próprio filho ao abandono por medo de que o bebê se tornasse “um deles” – uma trans.

O casal queria conhecer a pessoa que salvou seu filho, para lhe agradecer, mas quando viram se tratar de uma trans, decidiram abandoná-lo.

Por conta de tal caso agudo de ignorância e desumanidade para todos os lados, o casal deixou o bebê na porta da trans que doou sangue, com um bilhete escrito a mão.


Imagem ilustrativa de bebê indiano

A decisão da trans em questão foi a única e mais humana possível: ela decidiu ficar com o bebê, adota-lo e cria-lo. Segundo ela falou, a história lhe provocou os sentimentos mais profundos de identificação e empatia – ela própria, afinal, sofreu tal rejeição da família quando se descobriu trans (vale lembrar que, nesse caso, se tratava de um bebê e nada mais). Hoje a criança já têm seis anos muito bem criados e, de uma forma ou de outra, está feliz onde deveria estar – afinal, crescer sob os cuidados de tais pais não haveria de dar certo.

Na Índia o índice de preconceito e violência contra a população trans é especialmente alto. Ao menos, a empatia e a humanidade também é alto por lá – especialmente dentre os trans.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Uganda permanece em ditadura violenta e homofóbica financiada pelos EUA após eleições