Fotografia

Fotografias históricas do casal de criminosos Bonnie e Clyde são expostas pela primeira vez

por: Redação Hypeness

Por mais imoral, antiética, perigosa e desaconselhável que seja a vida do crime, há algo de fascinante em certos bandidos capazes de romantizar e significar um sentimento contra o establishment, como que em um levante pessoal contra as regras e as injustiças provenientes do sistema, que acabam despertando o interesse e até a admiração popular. Hoje a violência se intensificou e banalizou de tal forma que é impossível enxergar qualquer romantismo na vida do crime, mas no passado, poucos significaram melhor o espírito anti-herói capaz de burlar as regras para viver uma vida à margem do que o casal americano Bonnie e Clyde.

Clyde e Bonnie, por volta de 1932

Adicionando à mítica da vida bandida o amor e o sexo como temperos infalíveis para torna-los a personificação de tal romantismo, Bonnie Parker e Clyde Barrow se conheceram em 1930, quando ainda eram jovens adultos. Clyde já havia sido preso algumas vezes e, em 1932, depois de mais uma vez ser solto, foi recomeçar a vida criminosa ao lado de sua amada. Belos, jovens, destemidos e completamente loucos, por dois anos, Bonnie e Clyde entraram numa espiral de assaltos a banco, roubos e assassinatos que aterrorizou, espantou e fascinou os EUA – numa época de gangsteres e mafiosos em um país em profunda crise econômica e social, em que bandidos se tornavam verdadeiras celebridades.


A ficha de Clyde Barrow na polícia


A equipe policial responsável pela perseguição e morte da dupla

Em 23 de maio de 1934 a polícia finalmente encurralou os dois, atirando 107 vezes contra o casal que deixou a vida para entrar para a história. Hoje Bonnie e Clyde já se tornaram tema de filmes, livros, músicas, peças, até mesmo de um festival anual realizado anualmente no aniversário de morte na cidade de Gibsland, em Louisianna – a cidade mais próxima de onde o casal foi morto. E uma exposição, focada no fim da vida dos dois – em especial no cenário e nos acontecimentos posteriores à morte de Bonnie e Clyde – acaba de acontecer nos EUA.


O carro no qual a dupla foi morta, crivado de balas


Marca dos tiros no lado de Clyde do automóvel


Multidão rodeia o carro da dupla após a ação policial


O paletó de Clyde furado por tiros

A exposição Bonnie & Clyde: The End (O fim) reuniu documentos e principalmente fotos dos envolvidos e do ocorrido quando da morte dos dois. Feito fossem frames de um filme que de fato ocorreu na vida real, tais fotos pela primeira vez são reunidas para mostrar o que e como aconteceu o fim de tais singulares vidas – que se encerraram à força para se tornarem mitos e símbolos de uma época.


O corpo de Clyde


O corpo de Bonnie

Clyde e Bonnie mortos, com os policiais ao redor

O autor das fotos é desconhecido, e a exposição aconteceu na galeria PDNB, em Dallas, no Texas.

Publicidade

© fotos: autor desconhecido/Galeria PDNB


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ele levou 3 anos para fotografar a Via Láctea e o resultado é incrível