Ciência

Fragmento de âmbar com sangue de dinossauro é encontrado e sabemos como isso pode acabar

por: Redação Hypeness

Um pedaço de âmbar do período cretáceo foi encontrado em Myanmar, contendo uma antiga espécie de carrapato, e dentro dele, sangue de um dinossauro de 100 milhões de anos. Esse foi o ponto de partida para a clonagem e recriação de diversas espécie de dinossauros em vida e a construção de um imenso parque onde passaram a viver tais animais, nos anos 1990.

Ok, isso nunca aconteceu de fato, a não ser nas telas dos cinemas, mas o carrapato foi realmente encontrado em um âmbar, tal qual em Jurassic Park – mas podem descansar os ânimos: na vida real, nenhum dinossauro poderá ser trazido à vida.

O sangue contido no âmbar já foi completamente degradado desde que o dinossauro em questão foi mordido pelo carrapato capturado – 100 milhões de anos, afinal, é um bocado de tempo. O sangue foi exposto ao ar e já se oxidou, e nada além de uma boa história e pesquisas científicas sairão dessa descoberta.

Espanta, no entanto, diante do fato de que os carrapatos ainda estão por aqui, concluir que mesmo animais gigantescos e ferozes foram dizimados do planeta, enquanto os diminutos sugadores de sangue conseguiram sobreviver.

A sobrevivência dos carrapatos não é um bom mote para uma superprodução hollywoodiana, mas pode nos fazer perceber ao menos que tamanho definitivamente não é documento no que diz respeito à estadia e à permanência da humanidade no planeta.

Publicidade

© fotos: divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mancha vermelha vista em Júpiter é furacão do tamanho da Terra