Ciência

Jennifer Aniston e Melissa McCarthy criam vídeo especial para quem não acredita na ciência

por: Vitor Paiva

Todo mundo conhece alguém que enxerga teorias conspiratórias por trás de tudo – e que, assim, é capaz de questionar os aspectos mais evidentes e naturais da vida, como sendo parte de grandes e misteriosos “esquemas”.

Com a internet, tais crenças “exóticas” acabam encontrando semelhantes, e ganhando vozes – e questionar mesmo os aspectos mais facilmente comprováveis da ciência, por exemplo, se torna o esporte preferido desses grupos.

É assim que voltou a estar na moda a teoria, por exemplo, de que a terra é plana, e não redonda. Acontece que o fato de um monte de gente dizer que acredita em algo não muda as leis da física e, para dar uma debochada nada sutil desses que negam a ciência, as atrizes Melissa McCarthy e Jennifer Aniston, quando convidadas do talk show Jimmy Kimmel Live, criaram uma esquete “questionando” uma teoria científica bastante fácil de ser comprovada: a lei da gravidade.

No quadro, McCarthy aparece “questionando” a descoberta de Sir Isaac Newton sobre a força que faz com que as coisas “caiam” e não saiam voando. Aniston tenta demonstrar o óbvio, sobre como basta olhar para tudo à nossa volta – inclusive nossos corpos – para perceber que a gravidade existe, mas McCarthy não se dá por satisfeita. Para comprovar seu “ponto”, ela amarra Aniston visivelmente a uma corda que a suspende, enquanto se amarra a uma bigorna, para afirmar que por isso ela também não está flutuando.

Parece uma piada sem sentido, mas a verdade é que há uma porção cada vez maior de pessoas aderindo a movimentos anti-científicos. Em temas como a Terra ser redonda ou a gravidade ser um “boato” – como o quadro a chama – tal posição maluca pode ser inofensivo, mas quando se trata, por exemplo, da religião sendo colocada acima de um procedimento médico, ou de aplicar teorias conspiratórias contra diversas vacinas, o resultado pode ser um tanto perigoso.

Publicidade

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O que é e como atingir o ‘estado de fluxo’ e a ‘zona de produtividade’ no home office