Viagem

O que pessoas de 10 países diferentes comem ao fim de uma longa noite de bebedeira

por: Vitor Paiva

Em qualquer lugar do mundo os boêmios e baladeiros locais sabem que uma noite de festa, bebedeira ou diversão simplesmente não está completa sem uma parada, normalmente ao fim da noite, em plena madrugada, para um lanche final – uma comida salvadora, a ser comida no local ou levada pra casa. Se tal hábito é tradição pelo mundo todo, as comidas a serem devoradas em meio a uma madrugada etílica varia profundamente em cada país.

O site de viagens TravelSupermarket foi quem pesquisou e criou os gráficos que ilustram os cardápios da madrugada de cada país. Entre pratos comuns e outros exóticos, as possibilidades para, sem meias palavras, as “comidas de bêbado” são infinitas – em comum, de fato, somente a fome, e o desejo de não acordar de ressaca.

A sugestão oferecida pelo site a respeito da comida da madrugada no Rio de Janeiro, porém, coloca a veracidade de tal pesquisa em questão: acarajé. Ainda que se trate de uma delícia capaz realmente de curar ressacas apocalípticas, o acarajé, como sabemos, é uma comida tipicamente baiana – que pode ser encontrada no Rio, é claro, mas que não está no topo de tal tradição na cidade. De toda forma, tudo parece devidamente delicioso e redentor para o fim de uma madrugada animada.

1. Budapeste, Hungria

Lángos – Massa frita coberta de creme azedo e queijo cremoso. Para acompanhar: Palinka, espécie de aguardente especialmente forte feita de frutas diversas, típica da região.

2. Londres, Inglaterra

Kebab – O tradicional prato do oriente médio pode ser comido em qualquer esquina de Londres, reunindo carne de frango ou cordeiro picada e vegetais com alho e molho picante em um pão pita. Para acompanhar: Gim tônica.

3. Manila, Filipinas

Sisig – Carne de porco, misturada com pimenta, ovo, cebola e calamondin, espécie de limão filipino. Para acompanhar: Lambanog, um vinho feito de côco.

4. Colombo, Sri Lanka

Kottu – Mistura de um pão fino e crocante conhecido como godamba roti com vegetais, ovo e temperos, uma típica comida de rua do Sri Lanka. Para acompanhar: Arrack, uma bebida que mistura uma aguardente feito do néctar da folha de côco com refrigerante ou limonada.

5. Cidade do Cabo, África do Sul

Boerie Roll – Espécie de cachorro quente sul-africano, feito com salsicha picante cozida em braai, coberta com tomate, chili e relish. Para acompanhar: vinho tinto.

6. Amsterdã, Holanda

Fritas Vlaamse – Servida em um cone de papel, nada melhor do que a simplicidade: batatas fritas, cobertas com maionese, ketchup picante e cebolas. Para acompanhar: cerveja Heinekein.

7. Rio de Janeiro, Brasil

Acarajé – Apesar da imprecisão geográfica, o Acarajé é uma delícia, feito com feijão, cebola, coberto por vatapá e camarão. Para acompanhar: o correto seria mesmo um chope, muito mais tradicional entre os moradores do Rio, mas a escolha foi pela caipirinha, feita com cachaça, açúcar, limão e gelo.

8. Berlim, Alemanha

Currywurst Salsichão alemão coberto por molho picante, com batatas fritas cobertas por maionese. Para acompanhar: Berliner Weisse, um chope mais ácido.

9. Nova Iorque, EUA

Pizza Mas não qualquer pizza, e sim as tradicionais pizzas de 1 dólar a fatia, espalhadas por toda a cidade, normalmente feitas somente de um largo pedaço com molho de tomate e queijo. Para acompanhar: Chope escuro Brooklyn.

10. Tóquio, Japão

Ramen – Macarrão japonês com diversas carnes, vegetais e um ovo em um caldo reunindo todos esses sabores. Para acompanhar: quente ou gelado, saquê.

Publicidade

© Artes: TravelSupermarket


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Hostel de luxo de Maceió tem quartos exclusivos para mulheres