Diversidade

Pabllo Vittar fala sobre a adolescência: ‘Entendi que ser gay ia ter que me fazer mais forte’

por: Redação Hypeness

Pabllo Vittar é um dos grandes fenômenos da música pop brasileira atual e tem se destacado Brasil afora entre o público LGBT e também entre heterossexuais.

Isso faz com que a cantora atraia muitos fãs, mas também escancare a homofobia que enfrenta desde sua adolescência, agora por conta de seu sucesso.

Em entrevista ao programa Caldeirão do Huck, da Globo, Pabllo falou sobre como sofreu durante a época da escola e como isso fez com que ela percebesse a importância de não se envergonhar de quem era.

“Na adolescência sofri muito. O Ensino Fundamental foi bem barra. Quando eu cheguei na escola foi que eu entendi que ser gay ia ter que me fazer mais forte porque eu ia ter que dar o máximo de mim todos os dias para não deixar ninguém pisar em cima de mim”, disse.

Pabllo Vittar é sucesso na música pop atual

Pabllo morou em Santa Isabel do Pará até os 13 anos, ao lado da mãe e das duas irmãs. “Não conheci meu pai biológico. Minha mãe sempre foi meu pai, minha mãe, minha tia, minha prima, tudo”, lembrou durante participação no quadro Vou de Táxi.

O apoio da mãe, aliás, foi fundamental para que ela tivesse uma infância saudável. “Minha mãe nunca me proibiu de fazer as coisas que viam como antinatural”, ela contou.

No programa, Pabllo se apresentou com Mateus Carrilho, da Banda UÓ e com quem gravou Corpo Sensual, e Preta Gil.

Pabllo e Preta Gil se apresentaram juntas

Publicidade


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Avô com vitiligo cria bonecas inclusivas para acolher crianças com a mesma condição