Futuro

Amazon abre 1ª loja com pagamento via celular e sem caixas nem atendentes

por: Redação Hypeness

A Amazon abriu nesta segunda-feira (22) sua primeira loja de conveniências sem caixa registradora e atendentes humanos, avançando o experimento que pode alterar drasticamente a oferta de empregos no setor.

A unidade foi aberta para testes em dezembro de 2016 e, desde então, vem corrigindo problemas para iniciar seu funcionamento integral. Sediada em Seattle, a Amazon Go confia em câmeras e sensores para acompanhar o que os clientes retiram das prateleiras e o que devolvem.

As filas de pagamento sumiram, uma vez que os clientes são cobrados somente após deixarem a loja através do cartão de crédito cadastrado em um aplicativo.

Durante o período de testes, a loja abriu apenas para funcionários da Amazon e a ideia era que o público geral começasse a utilizá-la já no início de 2017. Mas houve desafios, como a identificação correta de clientes com biotipos similares. Ainda, quando crianças iam à loja durante o teste, causavam prejuízos ao tirarem os itens da prateleira e deixarem em locais incorretos, segundo relato de uma fonte que acompanhou o processo.

 

Em uma área de 167 metros quadrados, a loja está localizada no prédio da Amazon em Seattle. Para comprar, o cliente precisa baixar o aplicativo da Amazon Go em seu smartphone, cadastrar um cartão de crédito e, no ato da compra, scanear um código com o app e passar pela catraca fechada.

Cliente faz pagamento automático por aplicativo

Se alguém passa pela porta com um produto, o sistema identifica o código e faz a cobrança no cartão registrado. Se o consumidor devolve o item na prateleira, o sistema o remove do carrinho virtual.

Catracas funcionam como caixas

Publicidade

Fotos: Bettina Hansen/The Seattle Times


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
‘Anti-asilo’ francês reúne mulheres em bem-viver coletivo e chama debate para idosos no Brasil