Criatividade

Cansada de assédio, mulher usa plano inusitado (e meio nojento) para se livrar de agressor

por: João Vieira

Uma das situações mais desconfortáveis causadas pelo assédio sexual é o cometido no ambiente de trabalho. A vítima fica presa dentro das amarras de comportamento do seu cargo e, como na maioria das vezes as agressões chegam através de um colega em um posto mais alto, as possibilidades de reação acabam comprometidas.

Mas essa mulher acabou encontrando uma saída, que talvez não seja das mais agradáveis, nem educadas, mas o resultado chegou e, nesse momento, isso é o importante. Tanto que seu agressor foi até demitido.

No Reddit, ela compartilhou a história.

“Um cara no trabalho ficava ‘trombando’ em mim. Uma encostada no meu bumbum, na parte lateral dos meus seios. Continuava acontecendo e ele sempre se fazia de inocente passando sem olhar nos meus olhos. Um dia, ele subiu o nível e realmente agarrou minha bunda. Com a mão cheia. Me senti derrotada pois ninguém acreditaria em mim. Aí que me ocorreu uma ideia”, relatou ela.

“Fui até ele e virei minha bunda bem na direção da sua mão e soltei um pum. Barulhento e irritado. É nojento, eu sei. Mas se ele quer me fazer sentir violada e ‘reivindicar minha bunda’, eu farei ele se sentir violado e irei ‘reivindicar a mão dele'”.

Ela segue falando sobre a reação do colega.

“Ele surtou e eu também. Nunca mais ele olhará para minha bunda de forma sexual, mas sim como uma caixa de pum que disparou contra sua pequena mão. O chefe veio após o assunto correr pela empresa e nos levou até uma sala, onde descobri que eu era uma das cinco mulheres com quem ele fazia isso”, disse.

Ela segue: “Ele [o agressor] disse que eu peidei na mão dele intencionalmente, eu disse que foi um acidente, o que eu sabia que ia deixar-lo louco. Quando ele tocava em mim, era apenas uma ‘piada’. Quando eu disse isso, fui dispensada da sala e, agora, ele está lá tirando seus pertences de sua mesa. Vá se f****, Ted”, finalizou.

 

Publicidade

Imagens: Giphy


João Vieira
Com seis anos de jornalismo, João Vieira acredita na profissão como uma ótima oportunidade de contar histórias. Entrou nessa brincadeira para dar visibilidade ao povo negro e qualquer outro que represente a democracia nos espaços de poder. Mas é importante ressaltar que tem paixão semelhante pela fofoca e entretenimento do mais baixo clero popular.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Por dentro da ‘Star Wars Rise of the Resistance’, a nova atração da Disney para fãs da saga