Inspiração

Chamada de ‘piranha’, vítima de assédio processa agressor e ganha indenização de R$ 8 mil

por: Redação Hypeness

Jéssica Mendes, uma dentista carioca de 29 anos, irá receber 8 mil reais de indenização após ser vítima de uma série de assédios sexuais em um canteiro de obras no Rio de Janeiro.

Jéssica passava pela região ao ir para a academia e sempre ouvia um dos profissionais chamá-la de “gostosa” e “piranha”. Foram repetidos os casos e ela chegou a pedir que ele parasse com as abordagens, o que acabou resultando em um comportamento ainda mais violento por parte do agressor, que chegou a ameaçá-la de violência sexual.

Foram dois anos batalhando com a EIT Engenharia S/A, responsável pela obra e empregadora do profissional, para receber a indenização na Justiça. Jéssica chegou até a fazer um boletim de ocorrência relatando as agressões verbais e notificando a empresa.

Agora, a sentença saiu e a construtora terá de pagar o valor para a vítima, uma vez que o assediador estava sob responsabilidade dela durante as ocorrências.

Jéssica é só uma entre os 42% de brasileiras que relataram já terem sofrido assédio sexual. O índice sobe para 45% entre jovens de 16 a 24 anos. Os dados são do Datafolha e foram divulgados no dia 23 de dezembro de 2017.

 

Publicidade

Fotos: Datafolha/Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jovem que venceu câncer com 20% de chances convive com menopausa aos 15 anos