Ciência

Fotografias registram a inusitada amizade entre Nicolas Tesla e Mark Twain

por: Tuka Pereira

Nikola Tesla, cientista, inventor e descobridor e Mark Twain, escritor, eram amigos e admiradores mútuos. Os dois parecem ter estabelecido uma amizade na década de 1890. Tesla mais tarde lembrou como ele havia lido alguns dos primeiros trabalhos de Mark Twain (pseudônimo de Samuel Langhorne Clemens) enquanto se recuperava de uma doença na Sérvia na década de 1870.

Nikola Tesla (1856-1943), nasceu na Sérvia antes de migrar para os EUA. maior parte do seu trabalho científico centrou-se na eletricidade, e ele fez uma série de invenções importantes, incluindo a bobina Tesla e o motor polifásico.

Mark Twain foi fascinado por eletricidade e investiu no desenvolvimento de um motor elétrico na década de 1880. Seu interesse em Tesla começou depois de ouvir sobre um motor que o cientista havia inventado para a empresa Westinghouse. Ele soube que o motor de Tesla que usava corrente alternada, era superior ao de seu parceiro inventor, James W Paige, que usava corrente contínua. Tesla aparentemente aconselhou Twain a não investir no motor de Paige.

Durante a década de 1890, Twain e sua família viviam na Europa, em parte para escapar de problemas financeiros e em parte para melhorar a saúde de sua esposa e filha. No entanto, o escritor retornava freqüentemente a Nova York. Ele esteve envolvido na fundação do Players Club em 1888 e, em 1894 convidou Tesla para se juntar a ele. Ele também costumava visitar Tesla em seu laboratório, onde participava de experimentos.

Há pouca correspondência remanescente entre os dois, mas restam fotografias impressionantes tiradas no laboratório de Tesla usando luz fosforescente.

O relato mais famoso da participação de Twain em um experimento é quando ele passou muito tempo em um oscilador eletromecânico (uma placa vibratória) que Tesla pensava que poderia ser terapêutica. A placa atuava como um forte laxante e Twain teve que se apressar para o banheiro.

Twain era um dos escritores mais célebres da América e um pouco estranho à controvérsia. Ele era franco e criticava os colegas escritores. Ele comentava questões políticas e sociais como a raça, o imperialismo, os sindicatos e o feminismo.

Publicidade

Imagens: Reprodução


Tuka Pereira
Jornalista há mais de uma década e 'escrevinhadora' há muito mais tempo, Tuka Pereira aborda feminismo a gatinhos fofos com a mesma empolgação. Se existe algo que gosta mais do que escrever é carimbar o passaporte. Já esteve em boa parte do mundo e todo dinheiro que ganha gasta em viagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Projeto anuncia recriação de odores da Europa do século 16 e vira piada nas redes