Sustentabilidade

Morte de macaco por febre amarela fecha Zoológico, Safari e Jardim Botânico em São Paulo

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

No dia 10 de janeiro, um macaco foi encontrado morto na região do Zoológico de São Paulo, na zona sul da capital. Desde então, o fato tem sido analisado pela equipe médica, que, nesta terça-feira (23), chegou a uma conclusão: o animal morreu após ser infectado pela febre amarela.

O caso fez com que o Jardim Botânico, o Zoológico e o Safari, todos vizinhos, fossem fechados pela Prefeitura da capital, colocando a região distrital do Jabaquara, Cidade Ademar, Cursino e Sacomã na lista de zonas de risco, que serão alvos da campanha de vacinação que começa nesta quinta-feira (25).

A expectativa é de vacinar mais de 9 milhões de pessoas em todo o Estado. Para evitar os problemas nas filas quilométricas nos postos de saúde vistas nos últimos dias, a Prefeitura irá distribuir senhas nas casas das pessoas que fizerem parte do distrito e, com elas, os moradores devem seguir para tomar a vacina.

Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, 21 pessoas morreram por causa da febre amarela desde o início de 2017, de um total de 40 casos autóctones, quando a doença é contraída dentro do próprio Estado. Em 2016, dois casos de doença foram registrados, ambos fatais.

Macaco foi encontrado morto no zoológico

Publicidade Anuncie

Foto: PETER SCHOEN/Flickr


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Veganos precisam saber que a maioria dos vinhos franceses leva ovo