Debate

Paris, Barcelona e outras 6 cidades se unem contra Airbnb por ‘não aguentarem mais turistas’

por: Redação Hypeness

O Airbnb pode parecer um evidente benefício, mas tem se tornado um problema para cidades como Madri, Paris e Barcelona, pelo menos segundo elas. Os destinos estão se unindo contra o serviço de aluguel de hospedagem por conta do que estão chamando de saturamento de turistas.

As cidades querem que a Comissão Europeia exija da plataforma de locação o compartilhamento de dados de seus clientes. A medida pode prejudicar seriamente o negócio pois coloca em risco o percentual de reserva que ela cobra pois os turistas poderiam passar a negociar diretamente com os locadores.

Apesar de o aumento de turistas trazer benefícios financeiros para qualquer cidade, Madri, Barcelona, Bruxelas, Paris, Cracóvia, Viena, Reikjavik e Amsterdã discordam e querem propôr barreiras. Representantes das oito cidades enviarão uma carta para Bruxelas desejando manter o equilíbrio entre população e turistas e proteger os moradores dos bairros afetados.

Excesso de turistas preocupa cidades europeias

Berlim e Londres se ausentaram da lista, mas receberão a proposta o poderão decidir se querem apoiá-la. A Airbnb enviou um comunicado dizendo que “trabalha com mais de 300 prefeituras para esclarecer as regras dos aluguéis administrados. Enquanto outras empresas, como a HomeAway, Tripadvisor, Expedia e o Booking.com nada fazem, nós defendemos um crescimento responsável”.

Airbnb revolucionou turismo no continente europeu

Vice-prefeito de Amsterdã e anfitrião do encontro, Laurens Ivens defendeu sua proposta. “Em virtude da proteção de dados, o Regulamento Europeu permite que o Airbnb e as demais mantenham o anonimato do responsável pela casa e dos endereços no aluguel. Todos os produtos têm normas de qualidade e só pedimos o mínimo exigível: um registro com um número para saber quem aluga, que pode ser incluído na página da Internet da empresa”, disse ele.

O aumento pós-Airbnb é realmente significativo. Em 2008, a cidade de Reikjavik, por exemplo, recebeu 450 mil turistas. Agora, são 2,5 milhões anuais, segundo Sigurdur Bjorn Blondal, vice-prefeito.

Publicidade

Fotos: Pixabay


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O ex-locutor de rodeios que hoje é um crítico da prática e denuncia a crueldade animal