Criatividade

Projeto dá visibilidade a jovens brasileiros desempregados e busca reverter esse quadro

por: Vitor Paiva

Anualmente a revista Forbes publica uma lista de 30 jovens de todo o mundo, com menos de 30 anos, de 20 áreas diferentes, que estejam se destacando como empreendedores, fazendo a diferença no mercado de trabalho – e, consequentemente, que também estejam ganhando bastante dinheiro. Por mais inspiradoras que tais histórias sejam, é fácil saber que tais jovens são praticamente exceções, e que na vida real muitas pessoas abaixo de 30 anos enfrentam a situação oposta: o desemprego e, consequentemente, a pobreza.

Foi enxergando o paradoxo de tal lista diante da realidade que os amigos André Marchesi, Rafael Ochoa, Lucas Oliveira e Caio Andrade decidiram resolveram aproveitar o conceito para oferecer oportunidades às pessoas abaixo de 30 anos que, como disse Caio, “poderiam estar mandando muito bem mas que ainda não tiveram a oportunidade”. Baseados em um estudo que mostra que 30% da população nessa faixa estaria está de fato desempregada, o grupo de amigos teve certeza que o gesto valia a pena – e assim criaram o 30 Under 30 Unemployed, ou 30 abaixo de 30 desempregados.

“A ideia é que o 30 Under 30 Unemployed seja um ambiente para as pessoas que estão procurando emprego dividirem suas histórias e quem está contratando possa encontrá-las”, afirmou Caio. A plataforma permite não só que a pessoa que procura um emprego ofereça seus serviços, como também que conte sua história pessoal, e as circunstâncias que a levaram a se encontrar em tal dificuldade.

As empresas interessadas podem, portanto, descobrir essa mão-de-obra desejosa e ainda ajudar o difícil cenário atual.

“Não sabemos se essa iniciativa realmente vai conseguir ajudar as pessoas em larga escala, mas se ao menos 1 pessoa conseguir um emprego por causa dessa ação, para nós já valeu”, disse Caio, torcendo para que em breve alguém que tenha feito parte de sua lista possa, quem sabe, migrar não necessariamente para a lista da Forbes, mas para outra lista muito mais importante: dos que melhoraram de vida por simplesmente receberem uma ajuda importante quando precisavam.


O jovem Caio Andrade

Publicidade

© fotos: divulgação/Facebook


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pinguins do mesmo sexo adotam ovo em zoológico e comovem internet