Viagem

Aplicativo de voos do Google agora é capaz prever atrasos

Vitor Paiva - 02/02/2018

Se você já utilizou o Google Flights sabe o quanto esse app pode ser útil para quem viaja de avião. Pois a nova atualização do aplicativo deu um passo além, e agora ele não só informa os atrasos em voos oficialmente confirmados pelas companhias, como também “prevê” os voos mais sujeitos a atrasos – sugerindo a possibilidade de sua viagem atrasar.

Segundo a empresa, o Google vem acumulando dados de status dos voos e, através de algoritmos, o app tornou-se capaz de prever tais contratempos. Informando a companhia aérea e o número do voo ou a rota, as informações daquela viagem específica são oferecidas – inclusive a probabilidade de atraso. Naturalmente que nem todas as previsões estarão corretas, mas a empresa garante que mais de 80% dos atrasos se confirmam em seus serviços.

Essa não é a única atualização que a nova versão do Google Flights oferece: agora é possível receber uma espécie de recibo detalhado sobre a tarifa paga pelo passageiro.


Acima, à esquerda, em vermelho: “Pelo menos 30 minutos de atraso provável”

Mais do que tomar conhecimento de cada cobrança, essa novidade permite conferir com muito mais eficiência o caso de um erro de cobrança. Atualmente, porém, tais informações são oferecidas somente para voos American Airlines, Delta e United.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Instalação na Áustria denuncia o impacto do turismo sobre a natureza mas se torna motivo de protestos