Criatividade

Paródia de Chicago mostra o que acontece quando as mulheres se cansam de mansplaining

por: Redação Hypeness

O que fazer quando diversas tentativas de abordar um assunto de forma séria esbarram na falta de vontade de entender algo? Muitas vezes o humor aparece como solução para apresentar o tema de um jeito mais leve e mais fácil de ser absorvido.

É isso que as participantes do grupo Tiny Muscles (“Músculos Minúsculos”) fizeram ao criar uma releitura do Tango do Pavilhão, cena do musical Chicago em que seis assassinas cantam os motivos que as levaram a cometer seus crimes. (Veja em versão legendada aqui)

A recriação do grupo de humor mostra quatro personagens que se cansaram do ‘mansplaining’, o hábito masculino de interromper as mulheres enquanto elas estão falando algo para corrigi-las ou para explicar um assunto que elas dominam – mesmo quando o homem tem menos conhecimento específico que a interlocutora.

“Hm, na verdade…”, “Eu pesquisei”, “Não é verdade” e “Besteira” são os bordões repetidos pelas mulheres do vídeo, repetindo as palavras usadas pelos seus parceiros para interrompê-las enquanto elas se expressam – seja enquanto elas falam sobre o tema que elas estudam, seja para discordar até das dores que elas sentem.

The Cell Block Mansplaingo

When women get tired of mansplaining, they turn to extreme measures.

Posted by Tiny Muscles on Thursday, February 15, 2018

O vídeo, com legendas em inglês, foi publicado no Facebook no dia 15 de fevereiro e já passa das 550 mil visualizações – prova de que muita gente por aí se identifica um pouco com as histórias contadas na música.

Publicidade

Imagens: Reprodução/Tiny Muscles


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Índia: policial usa ‘capacete de coronavírus’ para que pessoas fiquem em casa