Inspiração

Projeto de escola na região rural do Tocantins é eleito o melhor edifício educacional do mundo

por: Redação Hypeness

Na zona rural do interior do Tocantins, a escola da Fazenda Canuanã recebe quase 800 alunos de 7 a 18 anos em regime de internato – além de estudar durante o dia, eles moram lá mesmo, no que era um alojamento pouco confortável. Hoje, a escola, redesenhada, é digna de prêmio internacional.

O projeto foi escolhido como melhor representante da Arquitetura Educacional no prêmio Building of the Year, promovido pelo Arch Daily. Inaugurada há 44 anos e mantida graças à Fundação Bradesco, a escola era uma morada, mas não um lar. Tudo mudou graças à parceria com o Instituto A Gente Transforma, do arquiteto Marcelo Rosenbaum (aquele do quadro Lar Doce Lar, do Caldeirão do Huck).

O que antes eram grandes alojamentos com 20 beliches, pensados para comportar 40 estudantes cada, com separação de meninos e meninas, hoje são quartos para até seis alunos, mantendo a separação nos pavilhões masculino e feminino.

Antes de começar a desenhar o projeto, a equipe conversou com as crianças e adolescentes para entender seus anseios. O pedido mais frequente foi por um prédio mais fresco – situada na transição entre Cerrado, Pantanal e Floresta Amazônica, a região da escola vê os termômetros se aproximarem dos 40 graus no verão.

Os arquitetos do escritório Aleph Zero também visitaram as casas das famílias para entender melhor o contexto local, descobrindo elementos que poderiam ajudar os alunos a se sentir em casa e entendendo como a população enfrenta as dificuldades climáticas.

Painéis de palha trançada, tijolos de solo cimento (mistura de terra, areia e água), chão de cimento queimado e madeira laminada fazem parte do projeto. Um dos objetivos foi valorizar o senso de individualidade dos jovens, entregando um novo mobiliário com gaveta para guardar os pertences, abajur e espelho para cada aluno.

Adjacente aos dormitórios foram criados espaços de convivência, como sala de televisão, local para leitura, varandas, pátio e redes, entre outros. Ricardo Figueiredo, diretor da escola, contou ao Estadão que os quartos, inaugurados no início de 2017, foram sentidas de imediato: “Elas estão muito mais tranquilos, passaram a valorizar o silêncio, cuidam muito da estrutura”, comentou.

Publicidade

Fotos © Leonardo Finotti


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Mulheres impulsionam aumento da prática de atividades físicas em 2020, aponta pesquisa