Debate

Artista explica pôster do Pearl Jam para show no RJ que virou discussão na internet

por: Kauê Vieira


Referência no grunge, o Pearl Jam ficou marcado nas últimas décadas por posicionamentos fortes, especialmente diante de injustiças sociais. Para se ter uma ideia, em cada show realizado o conjunto promove reflorestamento para a neutralização dos gastos de carbono.

Com turnê marcada para o Brasil, o grupo de Seattle, nos Estados Unidos, não deixou de expressar sua opinião sobre os atos de violência registrados no Rio de Janeiro e para isso fez uso das artes.

O cartaz para o show do Pearl Jam criticou a violência nas favelas cariocas

Para divulgar o show realizado no Estádio do Maracanã na última quarta-feira (21), o Pearl Jam apresentou ao público um post com críticas expressivas aos casos de homicídios e a militarização excessiva nas favelas cariocas. De autoria do artista Ravi Zupa, o desenho traz aves símbolos da fauna brasileira, o tucano, a arara e o bem-te-vi, portando fuzis, com uma favela ao fundo.

A imagem rendeu uma porção de elogios e também algumas críticas a banda. Fato é que a violência que toma conta do Brasil, especialmente do Rio de Janeiro e que entre outras pessoas vitimou recentemente a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, executados a tiros no centro do Rio, ganhou proporções internacionais e não escapou do radar de um dos grupos mais relevantes da música.

“Essa obra é uma homenagem ao Rio de Janeiro, em particular às pessoas das favelas da cidade, que, apesar da desigualdade obscena, encontram formas de construir uma cidade nas encostas dos morros”, disse em entrevista ao UOL.

O artista explica ainda de onde veio a ideia para a produção do cartaz, “a inspiração para as aves veio das absurdas e não-naturais criações de Hyeronimus Bosch, no século 15. Eu me inspirei para os desenhos desse pôster em espécies nativas do Brasil (tucano, arara e bentevizinho-de-penacho-vermelho)”

Com a postura de protesto, o Pearl Jam dá combustível para o debate sobre a necessidade de personalidades das artes, música, cinema, etc, se posicionarem ou não sobre temas importantes para a sociedade.

Além do Rio de Janeiro, o grupo liderado por Eddie Vedder se apresenta em São Paulo, no Lollapalooza. Eddie Vedder realiza ainda três shows solos na capital paulista.


Publicidade

Foto: Reprodução


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Embaixada da China acusa Weintraub de racismo: ‘declarações absurdas e desprezíveis’