Debate

Com colher e tudo: Magazine Luiza vai pra cima da violência contra a mulher

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

Tentando se descolar do estigma de que lojas de produtos domésticos enxergam a mulher por meio de estereótipos, a Magazine Luiza acaba de lançar uma campanha publicitária desafiando um ditado popular.

Por muito tempo se falou por aí que “em briga de marido e mulher, não se mete a colher”. Nós achamos que se mete sim. Inclusive, para evidenciar esse problema, a loja convoca o envolvimento de toda a sociedade no combate à violência doméstica.

Loja quer combater violência contra a mulher

A Magalu vai vender em suas 860 lojas físicas e no site uma colher especial com os dizeres em briga de marido e mulher, tem que se meter a colher, sim. Ligue 180 e denuncie.” Cada exemplar sai por R$ 1,80.

Ao final da campanha, criada pela agência David, os recursos financeiros vão ser revertidos para duas entidades voltadas para garantir o direito das mulheres de viver sem violência, caso do Instituto Patrícia Galvão, atuante desde 2001 e a rede colaborativa Mete a Colher, que funciona por meio de um aplicativo, conectando mulheres vítimas de violência com outras que podem oferecer apoio.

A título de curiosidade, Patrícia Galvão foi uma jornalista reconhecida pela defesa da participação ativa da mulher na sociedade e na política. Pagu, como era conhecida popularmente, foi filiada ao Partido Comunista (PCB) e em um período de intensa militância, fundou o jornal O Homem do Povo, em prol das mudanças necessárias. Na publicação, criticava o que chamada de “feministas de elite” e os valores das mulheres paulistas da classe dominante.  Pagu, foi ainda a primeira brasileira do século XX a ser presa política.

Tem que meter a colher sim contra a violência doméstica

Publicidade Anuncie

Fotos: Divulgação/Magazine Luiza


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Protagonista de Cidade de Deus agora é Uber. E isso expõe nosso racismo mais perverso