Arte

Depois de pintor, agora é a vez de Jim Carrey virar cartunista político

por: Vitor Paiva

É sabido que o ator canadense Jim Carrey há algum tempo deixou de se posicionar somente como um ícone da comédia para ir além do desejo de fazer rir somente com seu trabalho. Tendo sido desde sempre um performer especialmente interessante, o astro de filmes como O Máscara, Ace Ventura e Debi e Lóide vem se transformando em um artista muito mais plural, interessante e exótico – com especial interesse por participações críticas e até políticas.

Quando deixou um pouco de lado as caretas e cambalhotas, migrando para filmes mais sérios e singulares (e sensacionais) como O Show de Truman, O Mundo de Andy e Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembrança, Carrey já começava a indicar o artista que ambicionava se tornar. Sua mais recente empreitada é ser um caricaturista político.

Donald Trump transformado na bruxa do Mágico de Oz, com Putins voando ao seu redor

Quem não acompanha de perto essa evolução pode se espantar ao descobrir Jim Carrey fazendo caricaturas das atuais personalidades da política americana, mas o fato é que já há seis anos que o artista vem se dedicando quase que exclusivamente à pintura. Daí para a caricatura foi um passo. Seu último desenho trouxe uma impactante imagem de Sarah Huckabee Sanders, Secretária de Imprensa do atual governo americano (e conhecida por sustentar e justificar todo tipo de mentira ou absurdo perpetuado pelo presidente) em um close assombroso.

“Esse é o retrato de uma dita cristã cujo propósito único na vida é mentir pelo mal. Monstruosa!”

O próprio Trump já foi personagem das caricaturas de Carrey, que é também cidadão americano. Os desenhos são normalmente divulgados pelas redes sociais do ator, causando furor imediato – e provocando a fúria em especial de membros do partido republicano.

O presidente Trump como um homem das cavernas que agride mulheres

Quem acompanha até mesmo as entrevistas recentes de Carrey (ou assistiu o espetacular documentário Jim & Andy, do Netflix, sobre os bastidores de seu trabalho no filme O Mundo de Andy, no qual viveu o icônico e igualmente exótico e incrível comediante Andy Kaufman) sabe que Jim Carrey não é mais o mesmo dos anos 1990 – e essa parecer ser uma ótima notícia, para ele e para quem gosta de uma arte provocativa e interessante.

Publicidade

© Artes: Jim Carrey


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ilustrador alemão cria gifs incríveis que nos fazem mergulhar em suas ilustrações