Inspiração

Engenheiro dá aulas de física e matemática de graça em praça do RJ

por: Kauê Vieira

“Tiro dúvidas de matemática e física. Grátis”.

Com esta frase Silvério da Silva Moron, um engenheiro de 63 anos, está seguindo a máxima de que conhecimento não é nada se não for compartilhado. Unindo o tempo livre da aposentadoria e a paixão por ensinar, o engenheiro resolveu oferecer aulas gratuitas de física e matemática em uma praça pública no bairro de Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro.

Convicto de que o investimento em educação é a coisa mais importante de todas, ele auxilia estudantes, de diferentes faixas etárias, que estão com dificuldades nas matérias exatas. As reuniões, que sempre acontecem na pacata pracinha, despertam nos alunos a vontade de aprender um pouco mais sobre as matérias.

Silvério está fazendo a diferença com aulas gratuitas no Rio de Janeiro

Não é de hoje que o aposentado pensa em dar aulas de reforço em locais públicos, mas por causa das obrigações da vida profissional nunca sobrou tempo para a concretização do sonho. Mas não pense que durante os 41 anos na engenharia ele deixou de lado o amor pela educação. Há mais ou menos 14 anos Silvério descobriu sua vocação e desde então dá aulas particulares para alunos do ensino fundamental, médio e superior.

“O problema da nossa cidade se resolve com educação. Se todo mundo se unir para ensinar alguma coisa, já conseguiremos resolver grande parte dos nossos problemas”, afirma em entrevista ao G1.

E olha, a iniciativa já vem dando bons frutos, como o renascimento de Márcio Almeida Junior, que estava decidido a desistir da Engenharia Mecânica. Um dos primeiros alunos de Silvério na praça de Botafogo, o estudante conta que chegou meio tímido, mas ao conversar com o professor resolveu mudar o pensamento e seguir em busca de seus sonhos.

“O Marcio vem aqui todos os dias, mas só agora fui saber que ele ia desistir do curso de Engenharia porque estava com muitas dificuldades em Matemática,” contou surpreso.

Se você estiver pelo Rio de Janeiro e interessado em aprender, não se acanhe, pois Silvério conta que pretende ficar na praça até dezembro, sempre de segunda a sexta-feira. Ah, ele está bastante feliz e surpreso com o tamanho da repercussão das fotos que circulam nas redes sociais.

Além de reforçar o conceito de que a educação é a base solidificadora para o desenvolvimento, o exemplo certamente está inspirando muitas pessoas por aí a fazerem o mesmo.

Publicidade

Foto: Reprodução/Facebook


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Se precisarem de uma pedreira perfeita, só chamar a Renata no Zap