Sustentabilidade

Já é possível pagar conta de luz com lixo em São Paulo

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

A expressão “lixo vale dinheiro” nunca foi tão verdadeira. Com seis anos de vida, o projeto Recicle mais, pague menos está possibilitando que as pessoas paguem a conta de luz com o lixo.

Iniciativa da Eletropaulo, empresa responsável pelo abastecimento de energia no estado de São Paulo, o projeto Recicle Mais, Pague Menos nasceu na capital paulista e hoje está contribuindo para a melhora do meio ambiente.

Para participar, o cliente deve se dirigir até um dos mais de sete pontos de coleta existentes na região metropolitana de São Paulo levando uma conta de luz.  Depois de efetivado o cadastro, a pessoa recebe um cartão personalizado para realizar o controle de frequência no ponto de coleta. A partir daí é só iniciar o processo de reciclagem.

Os descontos  na conta de energia são calculados a partir de um sistema que pesa o material reciclado entregue em um terminal eletrônico. Depois o lixo é precificado de acordo com uma tabela de mercado e as informações são encaminhadas para a distribuidora de energia.

Em seguida, os recicladores recebem um comprovante com a quantia que será abatida na sua próxima conta de luz. Para a Eletropaulo, responsável pelo fornecimento de energia em SP, os resultados são animadores. 

Nestes seis anos de existência, o projeto concedeu mais de R$ 785 mil em bônus aos clientes em troca de materiais recicláveis. O número de cadastrados é bastante expressivo e ultrapassou os 50 mil, que totalizam 6 milhões de quilos de materiais reciclados.

Em  2017, por exemplo, mais de 1,2 milhões de quilos de lixo reciclável foram coletados pela empresa, gerando R$ 330 mil em economia na conta de luz dos clientes. Garrafas pet, metal, vidro e plástico, tudo vale para pagar menos e contribuir para o uso consciente do lixo.

A relevância da ação não se dá somente pelo auxílio no orçamento familiar, mas sim pela contribuição socioambiental ao orientar as pessoas sobre a importância da reciclagem de lixo, auxiliando na resolução do excesso de lixo nos aterros sanitários, além claro de reduzir o consumo de energia elétrica. 

O projeto foi reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente como uma prática de referência em Educação Ambiental e Comunicação Social para enfrentar os desafios da implantação da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

O destino do lixo é um dos grandes desafios do Brasil

A reciclagem no Brasil ganhou força nos últimos anos e segundo dados divulgados pelo portal do Governo Federal, a prática já responde por 10% dos resíduos gerados nas cidades brasileiras, movimentando anualmente quase R$ 12 bilhões. Porém, ainda é preciso avançar, já que por não estarem equipados para suprir a demanda, os municípios brasileiros chegam a perder mais R$ 8 bilhões por ano em receita.

Para que as engrenagens se conectem é fundamental o trabalho em conjunto entre o poder público e a sociedade civil. Um estudo realizado pelo IBGE aponta que um em cada três residências separa o lixo, porém apenas 40% do total é coletado de forma seletiva nas ruas.

Se você ficou interessado em participar da iniciativa, pode procurar um dos pontos de troca abaixo e também as duas novas máquinas instaladas em locais bastante movimentados. As Retorna Machine estão disponíveis nas estações dos metrôs República e Luz, das 5h às 23h, todos os dias.

“São alternativas que oferecemos para reduzir e, até mesmo, zerar as faturas de energia, além da redução da emissão de CO2 na atmosfera”, ressalta Marcos Mesquita, diretor de Relações Institucionais, Comunicação e Sustentabilidade da Eletropaulo.

Postos de coleta em São Paulo:

Assaí Águia de Haia (São Paulo capital): Av. Águia de Haia, 2636
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 10h às 13h e das 14h às 17h.

Assaí Guaianases (São Paulo capital): Estrada Dom João Nery, 4.031
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 10h às 13h e das 14h às 17h.

Assaí Santo André (SP): Rua Giovanni Battista Pirelli, nº 1221
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 10h às 13h e das 14h às 17h.

Barueri (SP): Av. Marginal Direita (s/n), no Jardim Paulista, ao lado da UBS
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 16h.

Consolação (São Paulo capital): Rua da Consolação, 968, localizada na Universidade Mackenzie
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Heliópolis (São Paulo capital): Rua Coronel Silva Castro, altura do n° 202
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 16h.

Jaguaré (São Paulo capital): Rua Floresto Bandecchi, 128, na Sociedade Benfeitora Jaguaré
Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h30 e das 13h00 às 17h.

São João Clímaco (São Paulo capital): Rua São João Clímaco esquina com a Rua Luís Abodanza
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 8h às 12h30 e das 13h30 às 16h.

Vila Guacuri (São Paulo capital): Rua Joaquim Forzano, em frente ao número 50
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 8h às 12h30 e das 13h30 às 16h.

Condomínio Quality House* (São Paulo capital): Rua Jeroaquara , 406, Vila Romana, São Paulo/SP
(*) exclusivo a moradores do condomínio

Condomínio Chácara Santana* (São Paulo capital): Rua Conselheiro Pedro Luís, 313 – Santana, São Paulo/SP
(*) exclusivo a moradores do condomínio

Condomínio Mood* (São Paulo capital): Rua Major Quedinho, 224 – Bela Vista, São Paulo/SP
(*) exclusivo a moradores do condomínio (NOVO)

Saiba mais no site da Eletropaulo.

Publicidade Anuncie

Foto: Divulgação/AMLURB


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Orangotango lutando contra escavadeira para salvar seu habitat é de estraçalhar o coração