Empreendedorismo

Melinda e Bill Gates vão investir 170 milhões de dólares no empoderamento feminino

por: Redação Hypeness

Publicidade Anuncie

“Eu passei muito tempo visitando comunidades e encontrando pessoas ao redor do mundo e estou convencida de que nunca vamos atingir nossos objetivos sem rompermos com um sistema que não valoriza meninas e mulheres.”

A fala de Melinda Gates revela os próximos objetivos da fundação que mantém ao lado do marido, Bill Gates. Em texto publicado no portal Quartz, Melinda anunciou um investimento de 170 milhões de dólares, pouco mais de R$500 milhões, em medidas que auxiliem o exercício do empoderamento econômico de mulheres nos próximos quatro anos.

“Nosso objetivo é quebrar barreiras que insistem em manter metade do mundo longe de uma vida plena,” afirmou.

Melinda Gates vai investir 170 milhões de dólares no empoderamento feminino

Na era de discussões e protestos contra o assédio e o machismo, movimentos como o #MeToo, Time’s Up e Meu Primeiro Assédio, ganharam destaque por, além de deixarem expostos abusadores, questionarem e demandar uma participação mais efetiva das mulheres nos espaços de poder.

Sendo assim, a fundação Bill e Melinda Gates vai focar no dinheiro como um dos propulsores da mudança. A ideia é que por meio do capital financeiro mulheres possam se conectar aos mercados, tendo acesso aos serviços que ofereçam a possibilidade de uma gestão de negócios que descentralize o controle dos maridos ou companheiros.

“É simples, faça o dinheiro circular nas mãos das mulheres e tudo muda.”

Empoderamento pra quem?

Uma das palavras mais utilizadas nos últimos tempos, empoderamento é um termo usado especialmente pelas ditas minorias (que de pequenas não têm nada) para romper com um sistema alocado no racismo e machismo.  

Porém, nos últimos tempos existe um debate acerca do uso correto do tempo empoderamento. Intelectuais relatam um uso incorreto de veículos de comunicação e empresas da palavra para se autopromover.

“O termo empoderamento muitas vezes é mal interpretado. Por vezes ele é entendido como algo individual ou a tomada de poder para se perpetuar as opressões. Para o feminismo negro, empoderamento possui um significado coletivo, trata-se de empoderar a si e aos outros e colocar as mulheres negras como sujeitos ativos de mudança,” diz a filósofa Djamila Ribeiro em texto no portal Mulher Executiva.

 

A filósofa Djamila Ribeiro alerta para o uso do termo empoderamento

Dialogando com Melinda Gates, Djamila Ribeiro ressalta a urgência de se alterar a composição das instituições, mas não só a partir de uma perspectiva liberal.

“Empoderamento diz respeito a mudanças sociais numa perspectiva antirracista, antielitista e sexista através das mudanças das instituições sociais e consciência individuais. O empoderamento não pode ser algo auto centrado dentro de uma visão liberal, ou ser somente a transferência de poder, é além, significa ter consciência dos problemas que nos aflige e criar mecanismos de combatê-lo. Quando uma mulher empodera a si tem condições de empoderar a outras.”

 

Publicidade Anuncie

Fotos: foto 1: Reprodução/foto 2: Reprodução/Gabo Morales/Trëma


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Fini lança balas emoji. E nem o cocô ficou de fora…