Debate

Perfil de jovem que cometeu suicídio interage com usuários por inbox falando sobre depressão

por: Kauê Vieira

Com o quinto maior índice de feminicídio do mundo, o Brasil chama a atenção de organizações preocupadas com a segurança das mulheres, como a Unicef, que ao lado do Facebook criou o Projeto Caretas, que por meio de um perfil ficcional, usa o messenger para abordar problemas muito reais, suicídio e depressão.

A página na rede social conta a história da jovem Fabi Grossi, levando o usuário para a atmosfera de angústia vivida por ela após a divulgação por parte de seu namorado de um vídeo com o casal mantendo relações sexuais. O chamado “pornô de vingança”.

Fabi Grossi é um personagem ficcional que discute os efeitos da depressão e do machismo

“Meu nome é Fabi. Tenho 21 anos. Cara… é meio estranho. Nem sei por onde começar. Tá foda. Mas se eu não falar vou explodir”, diz.

Tudo acontece em tempo real e para evitar o pior é fundamental se controlar e auxiliar Fabi a mudar de ideia e não cometer suicídio. Missão nada fácil, pois os estragos causados pela exposição são muito grandes e envolvem a família, os amigos e o julgamento social.

Aliás, o desespero de Fabi demonstra também danos de uma conduta machista que guia a sociedade brasileira, fazendo com que a vítima se sinta culpada. O conflito de sentimentos é tão expressivo, que sem saber o que fazer, ela envia fotografias, áudios, prints e procura falar com o usuário a todo o tempo.

A iniciativa é parceria entra a Unicef e o Facebook

“Deixa eu te contar
Meu ex mandou um vídeo nosso pra uma galera
Um vídeo nosso, saca?
Não sei onde me enfiar.
Cara… eu confiei nele.
Me odeio muitooooooo!!!!”

Para se prolongar pelo maior período possível a conversa depende de duas coisas, da intensidade e da ajuda que a pessoa oferece. É preciso fugir do trivial para evitar o suicídio, que acontece na maioria dos casos.

Entre os meses de junho e novembro de 2017, o projeto foi testado com cerca de 7 mil adolescentes de todo país. Os usuários em teste trocaram mais de 1 milhão de mensagens com Fabi e mais ou menos 40% chegaram até o final da história, que demora 48 horas para ser concluída.

Saiba mais aqui.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Facebook


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jornalista com coronavírus circula por condomínio e revolta moradores